Modelo econômico do Brasil é defendido na reunião da Internacional Socialista

Cascais (Portugal), 4 fev (EFE).- A delegação brasileira que participa da reunião da Internacional Socialista defendeu nesta segunda-feira o modelo brasileiro para estimular a economia, reduzindo a pobreza diante da "cruel" austeridade europeia.

Carlos Vieira da Cunha, um dos vice-presidentes da IS e secretário de relações internacionais do Partido Democrático Trabalhista (PDT), apresentou na reunião o aumento do crescimento econômico e a produção do Brasil na última década, com programas para melhorar o salário mínimo e a renda dos mais pobres.

"O aumento da classe média fez crescer também o mercado interno. A redução da desigualdade é um fator de dinamismo econômico", explicou o dirigente da Internacional Socialista.

"Brasil escolheu há 10 anos um modelo de crescimento econômico com justiça social e com a prioridade de combater a pobreza extrema", disse Cunha.

Programas de transferência de renda para famílias carentes e os aumentos do salário mínimo, que subiu 72% em uma década, ajudaram na melhora da distribuição de renda no país, segundo o vice-presidente.

"A renda de 20% dos brasileiros mais pobres aumentou 75% e há um novo mercado de consumidores", ressaltou o dirigente do PDT. Cunha destacou o esforço de Lula para conseguir essas metas e a contribuição do ex-ministro do Trabalho, o presidente do PDT, Carlos Lupi, também presente no evento.

Cunha admitiu que as coisas no país "não são um mar de rosas", já que o ritmo de crescimento do mercado de trabalho e a produção industrial caíram já o PIB cresceu apenas 1% em 2012.

As medidas para impulsionar a economia, no entanto, como reduzir impostos, conceder crédito, e a mais recente, de reduzir o preço da tarifa elétrica, mostram resultado, o que ajudam ao Brasil passar a ter uma robustez econômica "inegável", segundo Cunha.

Para o vice-presidente da IS, a saída da crise mundial está em colocar as pessoas em primeiro lugar, "não nos planos cruéis e ineficazes de austeridade, mas no crescimento sustentável, na geração de emprego e renda e na redução das desigualdades".

A reunião de dois dias, aberta hoje em Cascais, a 25 quilômetros de Lisboa, discute principalmente a crise econômica europeia e a alternativa aos cortes orçamentários. EFE

cotações recentes

 
Cotações recentes
Símbolo Preço Variação % Var 
Seus tickers vistos mais recentemente aparecerão aqui automaticamente se você digitou um ticker no campo "Inserir símbolo/empresa" na parte inferior deste módulo.
É necessário permitir os cookies do seu navegador para ver as cotações mais recentes.
 
Entre para ver as cotações nos seus portfólios.

Resumo do Mercado

  • Moedas
    Moedas
    NomePreçoVariação% Variação
    3,2270+0,0021+0,07%
    USDBRL=X
    3,6373+0,0058+0,16%
    EURBRL=X
    0,8867-0,0008-0,09%
    USDEUR=X
  • Commodities
    Commodities
    NomePreçoVariação% Variação

Destaques do Mercado

  • Líderes em Volume
    Líderes em Volume
    NomePreçoVariação% Variação
    12,40-0,27-2,13%
    PETR4.SA
    3,61-0,26-6,72%
    GOAU4.SA
    3,43-0,30-8,04%
    USIM5.SA
    15,30-0,51-3,23%
    VALE5.SA
    2,63+0,08+3,14%
    GFSA3.SA
  • Altas %
    Altas %
    NomePreçoVariação% Variação
    4,89+0,59+13,72%
    FRAS3.SA
    14,24+1,37+10,64%
    CESP6.SA
    4,06+0,30+7,98%
    ENGI3.SA
    7,45+0,50+7,19%
    TEKA4.SA
    12,70+0,81+6,81%
    CESP3.SA
  • Baixas %
    Baixas %
    NomePreçoVariação% Variação
    2,10-0,43-17,00%
    LIXC4.SA
    4,23-0,64-13,14%
    INEP3.SA
    7,18-0,90-11,14%
    LUPA3.SA
    4,01-0,44-9,89%
    IMBI4.SA
    3,72-0,38-9,27%
    GSHP3.SA