Mercado fechado
  • BOVESPA

    106.927,79
    +1.397,79 (+1,32%)
     
  • MERVAL

    38.390,84
    +233,89 (+0,61%)
     
  • MXX

    53.744,92
    -185,48 (-0,34%)
     
  • PETROLEO CRU

    84,27
    +2,15 (+2,62%)
     
  • OURO

    1.817,30
    -4,10 (-0,23%)
     
  • BTC-USD

    43.079,41
    -281,56 (-0,65%)
     
  • CMC Crypto 200

    1.037,76
    +12,03 (+1,17%)
     
  • S&P500

    4.662,85
    +3,82 (+0,08%)
     
  • DOW JONES

    35.911,81
    -201,79 (-0,56%)
     
  • FTSE

    7.542,95
    -20,90 (-0,28%)
     
  • HANG SENG

    24.383,32
    -46,48 (-0,19%)
     
  • NIKKEI

    28.124,28
    -364,82 (-1,28%)
     
  • NASDAQ

    15.616,75
    +126,50 (+0,82%)
     
  • BATS 1000 Index

    0,0000
    0,0000 (0,00%)
     
  • EURO/R$

    6,3174
    -0,0154 (-0,24%)
     

Mobileye, da Intel, quer lançar carro autônomo na China em 2024

·2 min de leitura
CEO da Mobileye, Amnon Shashua, exibiu veículo sem motorista em julho (REUTERS/Jeenah Moon)
CEO da Mobileye, Amnon Shashua, exibiu veículo sem motorista em julho (REUTERS/Jeenah Moon)
  • Carro terá autonomia de nível 4, e será capaz de dirigir sozinho

  • Mobileye já conversou com Ford e Volkswagen para uso da nova tecnologia

  • Parceira já explorou a fabricação de carros na Coréia, que poderiam ir aos EUA sem impostos

A unidade de direção autônoma da Intel, Mobileye, disse na última terça-feira (04) que planeja trabalhar com a Zeekr, apoiada pela Geely Holding, para lançar na China o que as empresas afirmam ser o primeiro carro autônomo do mundo em 2024. As duas empresas disseram no Consumer Electronics Show (CES), em Las Vegas, que o carro terá o que os engenheiros automotivos chamam de autonomia de nível 4. Ou seja, será capaz de dirigir sozinho em muitas situações, embora ainda necessite de um volante e um motorista licenciado. O veículo usará seis chips EyeQ 5 da Mobileye e também dados de mapeamento rodoviário da empresa.

Leia também:

Objetivo: vencer a concorrência

A Intel está ávida por dinheiro para construir fábricas de chips e correr para alcançar rivais como a Taiwan Semiconductor Manufacturing, que tirou sua liderança na fabricação de chips mais rápidos. Para isso, aposta algumas de suas fichas nesta produção de carros autônomos, com a ideia de separar uma parte da Mobileye em uma oferta pública inicial. A parceria com a Zeekr, apoiada pela Geely, foi pensando nisso - já que a montadora chinesa de rápido crescimento, segundo a Reuters, explorou recentemente a fabricação de carros na Coréia que poderiam ser exportados para os EUA com isenção de impostos.

Ford e Volkswagen

A Mobileye, na terça-feira, também disse que está aprofundando seu relacionamento com a Ford. As duas empresas disseram que a montadora estadunidense usará o sistema de dados de mapeamento rodoviário da Mobileye, que é extraído de todos os veículos na estrada com hardware Mobileye, em futuras versões do "BlueCruise" da própria Ford, que permite a direção sem as mãos em algumas situações. A empresa da Intel disse que Volkswagen AG também começará a usar alguns de seus produtos de dados de mapeamento para os recursos de assistência ao motorista da Volkswagen, como a manutenção automática de faixa.

Protótipos do chip para 2025

Foi informado ainda que a próxima geração de seu chip de computador carro-chefe, que será chamado de "EyeQ Ultra" e é projetado para usar o mínimo de eletricidade, está se tornando mais importante à medida que os sistemas autônomos competem com os trens de força pela capacidade limitada da bateria em Veículos elétricos. A empresa disse que os protótipos do chip estarão prontos no próximo ano, com a produção automotiva dos mesmos prevista para 2025.

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos