Mercado abrirá em 8 h 36 min

Miyamoto revela motivo que o convenceu a levar Mario de volta ao cinema

Wagner Wakka

Apresentar suas falhas fez com que o CEO da Illumination, Chris Meledandri, convencesse a Nintendo a produzir um novo filme do Mario. Em entrevista ao site Famitsu, o criador do bigodudo, Shigeru Miyamoto, disse que foi uma conversa com o executivo que o fez tomar a decisão de levar o personagem novamente às telonas.

Miyamoto falou com Meledandri após um pedido de reunião, com intermédio da Universal, por conta de uma parceria da Nintendo para um novo parque temático. Ao encontrar com o CEO da Illimination, o executivo teria aberto suas fraquezas ao desenvolvedor de jogos.

“Eu não sei em que ponto ele queria chegar, mas eu nunca vou esquecer quando ele começou a falar porque ele havia falhado antes”, confessou Miyamoto. Segundo o criador de Mario, foi aí que a relação de confiança começou a ser construída. Mas quais teriam sido estes erros de Meledandri? “Não posso dizer”, rebateu Miyamoto, em meio a risadas.

Cena do filme Super Mario Bros., de 1993 (Foto: Reprodução)

Outro fator importante para o acordo também foi o momento. Segundo o desenvolvedor da Nintendo, já havia discussões para colocar o bigodudo no cinema novamente. “Foi bem no momento em que eu estava considerando o cinema, então eu decidi que seria ele a fazer a animação para nós”, completou.

O novo longa de Mario ainda não tem data de lançamento nem nome confirmado, mas está agendado para 2022. A expectativa é de que seja uma animação, uma vez que esta é a especialidade da Illumination, responsável por sucesso como Minions e Meu Malvado Favorito.

A Nintendo não trazia o personagem para o universo cinematográfico desde 1993, quando lançou Super Mario Bros. O filme trouxe atores em live-action com um mundo que conversava pouco (ou quase nada) com a versão dos jogos. O longa foi um fracasso, reconhecido como uma das piores adaptações de um game para o cinema.


Fonte: Canaltech

Trending no Canaltech: