Mercado abrirá em 7 h 28 min
  • BOVESPA

    118.328,99
    -1.317,41 (-1,10%)
     
  • MERVAL

    38.390,84
    +233,89 (+0,61%)
     
  • MXX

    44.810,21
    -315,50 (-0,70%)
     
  • PETROLEO CRU

    52,48
    -0,65 (-1,22%)
     
  • OURO

    1.862,10
    -3,80 (-0,20%)
     
  • BTC-USD

    31.172,46
    +604,75 (+1,98%)
     
  • CMC Crypto 200

    617,48
    -62,42 (-9,18%)
     
  • S&P500

    3.853,07
    +1,22 (+0,03%)
     
  • DOW JONES

    31.176,01
    -12,37 (-0,04%)
     
  • FTSE

    6.715,42
    -24,97 (-0,37%)
     
  • HANG SENG

    29.480,11
    -447,65 (-1,50%)
     
  • NIKKEI

    28.634,11
    -122,75 (-0,43%)
     
  • NASDAQ

    13.350,25
    -45,25 (-0,34%)
     
  • BATS 1000 Index

    0,0000
    0,0000 (0,00%)
     
  • EURO/R$

    6,5142
    +0,0058 (+0,09%)
     

Mistério: bilionário chinês que trabalhava com Netflix morre envenenado

Marcus Couto
·2 minuto de leitura
Lin Qi, morto por envenenamento. (Foto: Zhang Zhi/Red Star News/VCG via Getty Images)
Lin Qi, morto por envenenamento. (Foto: Zhang Zhi/Red Star News/VCG via Getty Images)

Um crime misterioso ocorrido no final do ano passado chocou a China, os fãs de games e de ficção científica: a morte do ‘bilionário millenial’ Lin Qi, sob suspeita de envenenamento. As informações são de reportagem do New York Times, com fontes da polícia chinesa.

Baixe o app do Yahoo Mail em menos de 1 min e receba todos os seus emails em 1 só lugar

Siga o Yahoo Finanças no Google News

Lin morreu no dia 25 de dezembro, dia de Natal, após passar alguns dias hospitalizado. Inicialmente, ele foi internado após sentir “alguns desconfortos”, segundo os boletins médicos.

Leia também:

Mas a equipe que cuidou do bilionário afirmou inicialmente que, apesar da hospitalização, ele apresentava um quadro estável. As condições físicas do empreendedor, no entanto, acabaram se deteriorando, e ele faleceu.

O anúncio da morte de Lin lançou ondas de choque e luto entre a comunidade “geek” que acompanhava seu trabalho: ele conquistou sua fortuna investindo no setor de games.

Ele era o fundador da empresa Yoozoo, uma gigante chinesa especializada em jogos mobile, mais conhecida pelo sucesso “Game of Thrones: Winter is Coming”, um RPG mobile baseado na franquia de livros e série televisiva.

Lin era conhecido também por fazer parte de uma geração de empreendedores chineses que, ao contrário de uma geração anterior, tinha um apetite maior por romper com as limitações impostas pelo governo chinês, e alcançar status de negócios globais, dialogando com a cultura ocidental, também.

Mas sua última empreitada seria a sua mais ambiciosa: a adaptação da série de romances de ficção científica “O Problema dos Três Corpos”, do chinês Liu Cixin, para a Netflix – junto ao mesmo time que fez a adaptação de “Game of Thrones” para a TV.

Segundo fontes próximas ao bilionário, seu plano era transformar “O Problema dos Três Corpos” em uma franquia bilionária global, com série, filmes e games, ao estilo “Guerra nas Estrelas”, que fosse capaz de globalizar a cultura pop chinesa contemporânea.

“O Problema dos Três Corpos” chegou a ser citada por Mark Zuckerberg e elogiada pelo ex-presidente dos Estados Unidos Barack Obama. A série se passa na China atual, envolve um mistério de suicídios de cientistas chineses, e um plano de invasão alienígena que remonta à Revolução Cultural, anos em que supostos inimigos do Partido Comunista chinês foram perseguidos e torturados pelo governo em busca de consolidar seu poder.

A polícia chinesa afirma trabalhar com a hipótese de envenenamento, e diz ter prendido em Xangai um homem de sobrenome Xu – identificado como um executivo na empresa de games de Lin – como possível responsável pelo crime.

Ainda não há respostas para a motivação do crime. Mas enquanto isso, a comunidade de fãs e de amigos de Lin, além de seus funcionários, manifestaram seu luto pela perda de um empreendedor considerado como um dos mais brilhantes de sua geração.

Assine agora a newsletter Yahoo em 3 Minutos

Siga o Yahoo Finanças no Instagram, Facebook, Twitter e YouTube