Mercado fechará em 5 h 29 min
  • BOVESPA

    109.865,81
    -85,68 (-0,08%)
     
  • MERVAL

    38.390,84
    +233,89 (+0,61%)
     
  • MXX

    53.125,01
    -210,50 (-0,39%)
     
  • PETROLEO CRU

    77,84
    -0,63 (-0,80%)
     
  • OURO

    1.892,40
    +1,70 (+0,09%)
     
  • BTC-USD

    22.717,62
    -381,75 (-1,65%)
     
  • CMC Crypto 200

    523,46
    -13,43 (-2,50%)
     
  • S&P500

    4.117,86
    -46,14 (-1,11%)
     
  • DOW JONES

    33.949,01
    -207,68 (-0,61%)
     
  • FTSE

    7.942,27
    +57,10 (+0,72%)
     
  • HANG SENG

    21.624,36
    +340,84 (+1,60%)
     
  • NIKKEI

    27.584,35
    -22,11 (-0,08%)
     
  • NASDAQ

    12.678,75
    +133,50 (+1,06%)
     
  • BATS 1000 Index

    0,0000
    0,0000 (0,00%)
     
  • EURO/R$

    5,6000
    +0,0326 (+0,59%)
     

Missão Geotail chega ao fim após falha no último gravador de dados

A NASA anunciou nesta quarta-feira (18) o fim da missão Geotail. Lançada em 1992 para estudar a magnetosfera, ela sofreu uma falha em um de seus gravadores de dados em 2012, e em 2022, o outro apresentou uma anomalia. Após tentativas de reparo remoto, a missão encerrou suas operações em 28 de novembro do ano passado.

A Geotail operava em uma órbita alongava que a levava para a fronteira invisível da magnetosfera, a bolha magnética que protege a Terra contra partículas espaciais energéticas. Ali, ela coletou dados sobre os processos físicos que ocorriam, contribuindo para a compreensão de como o fluxo de energia e partículas solares alcançam a Terra.

A missão Geotail operou por décadas (Imagem: Reprodução/NASA)
A missão Geotail operou por décadas (Imagem: Reprodução/NASA)

Ela rendeu uma série de descobertas científicas e ajudou os cientistas a compreender a velocidade da passagem do material do Sol pela magnetosfera, os processos em andamento ali e, por fim, trouxe ainda a identificação de oxigênio, silício, sódio e alumínio na atmosfera lunar.

Ainda, a missão Geotail ajudou na identificação da localização da reconexão magnética, um processo importante para o movimento de partículas e energia do Sol para a magnetosfera, confirmando também os mecanismos de formação das auroras. Ao longo dos anos, os dados da sonda auxiliaram a NASA em outras missões espaciais com diferentes objetivos.

“O Geotail foi um satélite muito produtivo, e foi a primeira missão conjunta entre a NASA e a JAXA”, recordou Don Fairfield, cientista principal de projeto na Geotail até sua aposentadoria. Apesar de não coletar mais novos dados, as informações obtidas pela Geotail ainda vão render uma série de estudos ao longo dos próximos anos.

Fonte: Canaltech

Trending no Canaltech: