Mercado fechará em 4 h 15 min

Missão Crew-2 | Conheça os astronautas que irão à ISS em nave da SpaceX em 2021

Daniele Cavalcante

Enquanto os astronautas Michael Hopkins, Victor Glover, Shannon Walker e Soichi Noguchi estão se preparando para a missão Crew-1, que os levará à Estação Espacial Internacional (ISS) em setembro, onde permanecerão durante aproximadamente 6 meses, a NASA já está organizando as coisas para o lançamento tripulado seguinte. Agora, a empresa anunciou quem serão os astronautas da missão Crew-2.

Para recapitular, a Crew-1 acontecerá no dia 30 de agosto e será a primeira missão tripulada operacional da SpaceX, que levará astronautas para a ISS em uma nave Crew Dragon. Sim, a companhia de Elon Musk fez isso no final de maio com a missão Demo-2, mas aquele foi um lançamento de teste, apenas, garantindo que a empresa seja mesmo capaz de transportar humanos ao espaço em segurança.

Já a Crew-1 será a primeira oficialmente operacional, e acontecerá assim que Bob Behnken e Doug Hurley, enviados à ISS pela Demo-2, retornarem de sua estadia de dois meses na estação orbital. A tripulação da Crew-1 ficará no espaço por seis meses, o tempo padrão da ISS e, em seguida, será lançada a Crew-2. Vamos conhecer um pouco melhor cada um dos astronautas que foram selecionados para essa nova missão de 2021.

Shane Kimbrough

Foto: NASA

Shane Kimbrough é um astronauta da NASA e servirá como comandante da espaçonave nesta missão. Ele foi selecionado como candidato a astronauta pela agência espacial em 2004 e completou o treinamento em fevereiro de 2006.

Seu primeiro voo espacial em 2008 na missão STS-126, com o ônibus espacial Endeavour, que deu continuidade a construção da Estação Espacial Internacional. Durante essa missão, a tripulação trabalhou na instalação de novos alojamentos da ISS para abrigar equipes de seis membros, oferecendo um novo banheiro, cozinha, dois quartos, uma máquina de exercício e um sistema de reciclagem de água.

O astronauta passou quase 16 dias na missão STS-126, na qual realizou duas caminhadas espaciais. Mais tarde, participou das expedições 49/50, onde realizou 4 caminhadas espaciais e registrou um total de 189 dias no espaço.

Kimbrough atuou como Chefe do Escritório de Testes de Integração de Veículos (VITO) entre junho de 2013 e junho de 2014, além de ter sido Chefe de Filial de Robótica do Escritório de Astronautas. Atualmente ele voltou a ser o chefe do VITO na Diretoria de Operações de Voo (FOD) da NASA.

Megan McArthur

Foto: NASA

Megan, também da NASA, será piloto da espaçonave durante a Crew-2. Ela foi selecionada como astronauta em 2000 e foi especialista de missão da STS-125, a última missão realizada por um ônibus espacial para manutenção do Telescópio Espacial Hubble. A missão, lançada a bordo do ônibus Atlantis, melhorou as capacidades do telescópio e prolongou sua vida útil. Com essa viagem, McArthur registrou quase 13 dias no espaço.

Ela nasceu em 1971, em Honolulu, Havaí, e considera a Califórnia o seu estado natal. Casada e com um filho, Megan gosta de mergulho, mochila e culinária. Mas estes são apenas seus hobbies - ela é Bacharel em Engenharia Aeroespacial pela Universidade da Califórnia, Los Angeles e Ph.D. em Oceanografia pela Universidade da Califórnia, San Diego, 2002.

Foi selecionada como especialista de missões (termo usado para designar astronautas com funções específicas, em especial nos campos de testes médicos e experiências técnicas ou científicas) pela NASA em julho de 2000. McArthur concluiu seu treinamento após dois anos e foi designada para o ramo de operações de ônibus espaciais, trabalhando com questões técnicas.

Ela também trabalhou na ISS e nos Centros de Controle de Missões com Ônibus Espacial como Comunicadora de Cápsulas (CAPCOM), além de atuar em outras funções de suporte. Foi também líder do Escritório de Astronautas e atualmente presta apoio às tripulações em treinamento e a bordo da estação orbital.

Akihiko Hoshide

Foto: JAXA

Akihiko Hoshide é um astronauta da JAXA (Agência de Exploração Aeroespacial do Japão) e atuará como especialista de missão durante a Demo-2. Nasceu em 1968 em Tóquio, Japão, é bacharel em Engenharia Mecânica pela Universidade Keio e mestre em Engenharia Aeroespacial pela Universidade de Houston.

Hoshide ingressou na JAXA (na época ainda se chamava NASDA) em 1992 e trabalhou como membro do escritório de Nagoya da agência por dois anos. Ali, trabalhou no desenvolvimento do foguete H-II, o primeiro foguete fabricado com tecnologia completamente japonesa, que voou entre 1994 e 1999. Hoshide trabalhou durante todo esse período como engenheiro de suporte de astronautas.

Em fevereiro de 1999, foi selecionado pela NASDA como um dos três candidatos japoneses a astronautas para passar um tempo na ISS. Hoshide iniciou o programa de treinamento básico da NASDA em abril do mesmo ano e foi certificado em janeiro de 2001. Em seguida, participou do treinamento avançado da ISS.

Em maio de 2004, Hoshide foi certificado como engenheiro de vôo da Soyuz-TMA, a quarta geração das espaçonaves Soyuz, e no mês seguinte foi enviado ao Johnson Space Center (JSC) da NASA. Ali, e passou pelo Treinamento de Candidatos a Astronautas da NASA e se qualificou para missões de voo a bordo do ônibus espacial como especialista em missão em 2006.

Foi então selecionado para a missão STS-124, a 26ª rumo à ISS, que entregou o Módulo Experimental Japonês à estação. Realizou outras viagens à ISS e três caminhadas espaciais e, em março de 2018, foi o comandante da Expedição 65, tornando-se o segundo comandante japonês da ISS.

Thomas Pesquet

Foto: NASA / Bill Stafford

O francês Thomas Pesquet completa a equipe representando a Agência Espacial Europeia (ESA). Nascido em Rouen, França, em 27 de fevereiro de 1978, obteve um mestrado na École Nationale Supérieure de L'Aéronautique et l'Espace, com especialização em controle e design de espaçonaves.

Entre 2002 e 2004, Thomas trabalhou na agência espacial francesa CNES, como engenheiro de pesquisa em autonomia para missões espaciais. Foi piloto de voo comercial da Air France e acabou sendo selecionado como astronauta da ESA em maio de 2009, concluindo o treinamento básico no ano seguinte.

A partir de então, trabalhou na área da comunicação com os astronautas durante voos espaciais, no centro de controle da missão. Sua primeira missão espacial como astronauta foi em novembro de 2016, quando passou seis meses como engenheiro de voo das Expedições 50 e 51, na ISS, tornando-se o décimo astronauta da França a ir para o espaço.

Durante sua permanência no espaço, participou de mais de 50 experimentos e os seis tripulantes a bordo da estação estabeleceram um recorde de horas gastas trabalhando em ciências. Realizou ainda duas caminhadas espaciais e passou 197 dias no espaço.


Fonte: Canaltech

Trending no Canaltech: