Mercado fechado
  • BOVESPA

    113.794,28
    -1.268,26 (-1,10%)
     
  • MERVAL

    38.390,84
    +233,89 (+0,61%)
     
  • MXX

    52.192,33
    +377,16 (+0,73%)
     
  • PETROLEO CRU

    72,64
    +0,03 (+0,04%)
     
  • OURO

    1.753,00
    -3,70 (-0,21%)
     
  • BTC-USD

    47.627,89
    -604,48 (-1,25%)
     
  • CMC Crypto 200

    1.209,85
    -23,43 (-1,90%)
     
  • S&P500

    4.473,75
    -6,95 (-0,16%)
     
  • DOW JONES

    34.751,32
    -63,07 (-0,18%)
     
  • FTSE

    7.027,48
    +10,99 (+0,16%)
     
  • HANG SENG

    24.667,85
    -365,36 (-1,46%)
     
  • NIKKEI

    30.323,34
    -188,37 (-0,62%)
     
  • NASDAQ

    15.506,25
    -11,50 (-0,07%)
     
  • BATS 1000 Index

    0,0000
    0,0000 (0,00%)
     
  • EURO/R$

    6,2010
    +0,0050 (+0,08%)
     

Missão civil da SpaceX conduzirá pesquisas sobre efeito do espaço na tripulação

·2 minuto de leitura

No próximo dia 15 de setembro, a SpaceX lançará a sua primeira missão espacial totalmente tripulada por civis — a Inspiration4. Além de arrecadar fundos para o centro de tratamento infantil St. Jude Children's Research Hospital, o projeto também investigará os efeitos do voo espacial na saúde humana — trabalho que será conduzido pelos quatro tripulantes a bordo da cápsula Crew Dragon, em uma viagem de três dias na órbita da Terra.

Todo o trabalho de pesquisa da Inspiration4 se dará pela parceria entre a SpaceX, o Instituto de Pesquisa Translacional para Saúde Espacial (TRISH, na sigla em inglês) do Baylor College of Medicine e pesquisadores do Weill Cornell Medicine. "A tripulação do Inspiration4 está ansiosa para usar nossa missão para ajudar a construir um futuro melhor para aqueles que se lançarão nos anos e décadas que virão", disse Jared Issacman, empresário que será o comandante da missão.

(Imagem: Reprodução/Inspiration4/John Kraus)
(Imagem: Reprodução/Inspiration4/John Kraus)

Isaacman espera que a missão possa influenciar todos aqueles que viajarão após a Inspiration4, moldando, assim, o início de uma nova era para a exploração espacial. Além do comandante, farão parte da pesquisa a assistente médica do St. Jude, Hayley Arcenaux, o engenheiro de dados Chris Semborski e a geocientista Sian Proctor.

Para isto, as equipes da SpaceX, TRISH, Baylor e Cornell coletarão dados ambientais e biomédicos, além de amostras biológicas como sangue dos tripulantes antes, durante e depois da missão. Estas informações terão como base a atividade cardíaca da tripulação, bem como o movimento, sono, frequência e ritmo cardíaco, níveis de oxigênio no sangue e os níveis de luz e som na cápsula Crew Dragon.

Ainda, a pesquisa monitorará o desempenho comportamental e cognitivo dos tripulantes através de um aplicativo chamado Cognition. Já os sistemas de órgãos serão acompanhados por um dispositivo de ultrassom munido de Inteligência Artificial e desenvolvido para uso de leigos, junto a outro para avaliar o equilíbrio e percepção deles antes e depois da missão.

Conceito da nave Crew Dragon em órbita (Imagem: Reprodução/SpaceX)
Conceito da nave Crew Dragon em órbita (Imagem: Reprodução/SpaceX)

A SpaceX, em parceria com pesquisadores da Weill Cornell, estudará também os genomas, microbiomas e os telômeros, uma estrutura encontrada no final dos cromossomos. Estes mesmos pesquisadores lideraram a pesquisa Twins Study, da NASA, onde foram realizados experimentos sobre as consequências do espaço no corpo dos gêmeos Scott Kelly e Mark Kelly. As amostras coletadas durante a Inspiration4 serão congeladas para análises posteriores.

A missão decolará no próximo dia 15 de setembro, a partir do Kennedy Space Center, da NASA, através do foguete Falcon 9. Após colocados em órbita com a cápsula Crew Dragon, os quatro tripulantes viajarão durante três dias ao redor da Terra, antes de retornarem em uma amerrissagem no Oceano Atlântico.

Fonte: Canaltech

Trending no Canaltech:

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos