Mercado fechado
  • BOVESPA

    128.405,35
    +348,13 (+0,27%)
     
  • MERVAL

    38.390,84
    +233,89 (+0,61%)
     
  • MXX

    50.319,57
    +116,77 (+0,23%)
     
  • PETROLEO CRU

    71,50
    +0,46 (+0,65%)
     
  • OURO

    1.763,90
    -10,90 (-0,61%)
     
  • BTC-USD

    35.678,90
    -2.100,18 (-5,56%)
     
  • CMC Crypto 200

    888,52
    -51,42 (-5,47%)
     
  • S&P500

    4.166,45
    -55,41 (-1,31%)
     
  • DOW JONES

    33.290,08
    -533,37 (-1,58%)
     
  • FTSE

    7.017,47
    -135,96 (-1,90%)
     
  • HANG SENG

    28.801,27
    +242,68 (+0,85%)
     
  • NIKKEI

    28.964,08
    -54,25 (-0,19%)
     
  • NASDAQ

    14.103,00
    -62,50 (-0,44%)
     
  • BATS 1000 Index

    0,0000
    0,0000 (0,00%)
     
  • EURO/R$

    6,0361
    +0,0736 (+1,23%)
     

Missão 5G do governo levará Flávio Bolsonaro, Ciro Nogueira e ministros do TCU aos EUA

·3 minuto de leitura

BRASÍLIA, DF (FOLHAPRESS) - A missão do governo brasileiro que parte do Brasil neste domingo (6) para conhecer as redes privativas de 5G nos Estados Unidos será composta por mais de 10 pessoas, entre as quais os senadores Flávio Bolsonaro (Patriota-RJ), Ciro Nogueira (PP-PI), ministros do TCU (Tribunal de Contas da União) e o diretor-geral da Abin (Agência Brasileira de Inteligência), Alexandre Ramagem.

O ministro das Comunicações, Fábio Faria, vai chefiar o grupo e detalhou nesta quarta-feira (2) o roteiro, que inclui agendas em Washington e Nova York até a sexta-feira seguinte ao embarque (11).

De acordo com Faria, no roteiro do grupo estão visitas aos Departamentos de Estado, de Segurança Interna e de Defesa, além da Diretoria de Inteligência e da Comissão Federal de Comunicações dos Estados Unidos.

Segundo o ministro, também estão previstas reuniões com investidores, com a cúpula do BID (Banco Interamericano de Desenvolvimento), com fundos de investimento, bancos e com a consultoria Eurasia.

Pelo que foi relatado por Fábio Faria, também estão previstas visitas a empresas de comunicação como Qualcomm, Motorola, IBM, AT&T, Ericsson e Nokia. Parte do grupo também terá reuniões com FBI e CIA.

Na lista de integrantes anunciada por Faria, além dele mesmo, Ramagem e dos senadores, estão o almirante Flávio Rocha, secretário especial; o general Corrêa Filho, Chefe do Centro de Defesa Cibernética; Hélio Sant’Ana, diretor de tecnologia da Presidência da República; Artur Coimbra, secretário de Telecomunicações; e os ministros do TCU Walton Alencar e Raimundo Carreiro.

Fábio Faria chegou a anunciar que o ministro Bruno Dantas, do TCU, já estava nos EUA e se integraria à comitiva. Dantas, porém, informou que já retornou e não poderá participar da viagem.

Sem detalhar nomes ou número de representantes, Faria também disse que viajarão técnicos do TCU e dos ministérios das Comunicações e das Relações Exteriores.

Flávio Bolsonaro e Ciro Nogueira são suplentes da Comissão de Relações Exteriores e Defesa Nacional​ do Senado. O ministro não anunciou a ida de nenhum titular.

Em nota, a pasta das Comunicações informou que "devido às restrições rigorosas em aeroportos e aeronaves que chegam no país, a comitiva fará a viagem aos EUA em aviões da Força Aérea Brasileira (FAB)".

A missão visa discutir e compartilhar experiências sobre segurança cibernética, modelos regulatórios e viabilidade do uso de redes privativas, além de promover o diálogo com potenciais investidores no mercado de telecomunicações brasileiro.

Esta é a segunda viagem feita sob comando de Faria para tratar do 5G. Em fevereiro, a comitiva brasileira passou por Suécia, Finlândia, Japão e China.

Em entrevista no Palácio do Planalto, Fábio Faria manteve para julho a previsão de realização do leilão do 5G no Brasil. A proposta de edital foi aprovada pela Anatel (Agência Nacional de Telecomunicações) em fevereiro. Ela agora está sob análise do TCU e deve ser apreciada nas próximas semanas.

Pela projeção do ministro, todas as capitais do país terão 5G até julho do ano que vem. Para a implementação total de todos os compromissos do contrato, o prazo é 2028.

"Teremos um leilão não arrecadatório. Nós colocamos no leilão investimentos no setor de telecomunicações porque nós passamos vários anos sem investimentos no setor", disse Faria.

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos