Mercado fechará em 3 h 22 min
  • BOVESPA

    111.580,07
    +907,31 (+0,82%)
     
  • MERVAL

    38.390,84
    +233,89 (+0,61%)
     
  • MXX

    52.467,74
    +65,04 (+0,12%)
     
  • PETROLEO CRU

    83,43
    +0,47 (+0,57%)
     
  • OURO

    1.784,50
    +14,00 (+0,79%)
     
  • BTC-USD

    66.738,68
    +4.142,07 (+6,62%)
     
  • CMC Crypto 200

    1.545,97
    +65,16 (+4,40%)
     
  • S&P500

    4.534,61
    +14,98 (+0,33%)
     
  • DOW JONES

    35.595,99
    +138,68 (+0,39%)
     
  • FTSE

    7.228,80
    +11,27 (+0,16%)
     
  • HANG SENG

    26.136,02
    +348,81 (+1,35%)
     
  • NIKKEI

    29.255,55
    +40,03 (+0,14%)
     
  • NASDAQ

    15.404,25
    +5,75 (+0,04%)
     
  • BATS 1000 Index

    0,0000
    0,0000 (0,00%)
     
  • EURO/R$

    6,4546
    -0,0416 (-0,64%)
     

Ministros da zona do euro esperam desaceleração da inflação em 2022

·1 minuto de leitura
Supermercado em Paris

LUXEMBURGO (Reuters) - A aceleração da inflação na zona do euro, impulsionada pelos preços da energia, é em grande parte temporária e o crescimento dos preços vai arrefecer novamente no próximo ano, como projetado pelo Banco Central Europeu (BCE) e pela Comissão Europeia, disseram os ministros das Finanças da zona do euro nesta segunda-feira

Paschal Donohoe, que presidiu as conversas das autoridades em Luxemburgo, disse em entrevista coletiva que também houve entendimento de que o aumento da inflação não é argumento contra a transição para fontes renováveis de energia sob o ambicioso plano da UE de reduzir as emissões de carbono a zero até 2050.

(Por Jan Strupczewski)

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos