Mercado abrirá em 2 h 11 min

Ministro de Mineração do Chile vê cobre acima de US$ 3 em 2020

Maria Elena Vizcaino e Esteban Duarte

(Bloomberg) -- O coronavírus que abala os mercados desde janeiro não deve impedir que os preços do cobre subam para US$ 3 por libra-peso este ano, disse o ministro de Mineração do Chile, Baldo Prokurica, em entrevista.

O preço do cobre, frequentemente usado como termômetro da economia global, acumula baixa de cerca de 8% em 2020, o que sinaliza uma menor demanda pelo metal que tem diversos usos, como em eletrônicos e automóveis, e afasta investidores de ativos de maior risco.

A oferta de cobre em depósitos rastreados pela Bolsa de Futuros de Xangai aumentou para o maior nível já registrado para esta época do ano, já que restrições logísticas na China impedem que a produção atinja os usuários finais, o que pressiona ainda mais o preço do metal.

As cotações do cobre “devem se estabilizar assim que o coronavírus passar”, disse Prokurica em entrevista na segunda-feira durante a conferência PDAC, em Toronto. “Ninguém tem informações para dizer que o coronavírus durará um ou dois ou três meses, mas a SARS e similares duraram entre dois e três meses, então achamos que é isso o que acontecerá com o coronavírus.”

O cobre registrou queda de 1,2% nas negociações de sexta-feira em Nova York, para US$ 2,54 por libra-peso.

“Tenho a impressão de que o preço deve ficar entre US$ 3 e algo mais”, disse Prokurica, citando a situação da demanda e oferta e as futuras negociações salariais nas minas do Chile como fatores potenciais.

A Comissão Chilena do Cobre (Cochilco) cortou sua projeção de preço para US$ 2,85 a libra-peso diante da estimativa anterior de US$ 2,90 em janeiro.

Destaques da entrevista:

Nenhuma carga de cobre do Chile para a China foi suspensa, e mineradoras chilenas não registraram redução de pedidos devido ao coronavírus, disse Prokurica.O governo do Chile avalia uma “melhor alternativa” para a proposta de royalty de 3% sobre a mineração de cobre e lítio.A Codelco planeja acessar mercados internacionais com uma nova emissão de títulos em abril.

Para contatar o editor responsável por esta notícia: Daniela Milanese, dmilanese@bloomberg.net

Repórteres da matéria original: Maria Elena Vizcaino New York, mvizcaino1@bloomberg.net;Esteban Duarte Toronto, eduarterubia@bloomberg.net

Para entrar em contato com os editores responsáveis: Luzi-Ann Javier, ljavier@bloomberg.net, James Ludden, Keith Gosman

For more articles like this, please visit us at bloomberg.com

Subscribe now to stay ahead with the most trusted business news source.

©2020 Bloomberg L.P.