Ministro espanhol diz que déficit de 2012 ficará em torno de 7%

Madri, 22 jan (EFE).- O ministro espanhol de Indústria, Energia e Turismo, José Manuel Soria, afirmou nesta terça-feira que a Espanha conseguiu em 2012 uma redução do déficit público de mais de dois pontos do PIB em relação a 2011 (9,4%), o que situaria o desequilíbrio das contas públicas em cerca de 7% do PIB.

"O nível de déficit público estava no início de 2012 em um pouco mais de 9%, e embora ainda não tenha sido divulgado o número do déficit para 2012, estaremos em um número que nos levará a dizer que o ajuste esteve acima de dois pontos", disse Soria durante sua participação em um fórum econômico em Madri.

O ministro explicou que o esforço para diminuir o déficit foi feito em um ano de recessão econômica, no qual o PIB deverá ter caído cerca de 1,3%, segundo as previsões do governo. Para Soria, isto significa "um ajuste em relação às contas públicas muito superior ao que já fizemos em qualquer outro período durante um período de 12 meses".

O Executivo já reconheceu que o déficit se desviou em 2012 de alguns décimos do objetivo de 6,3% do PIB estabelecido com Bruxelas, estimativa que também é apontada pela própria Comissão Europeia, que espera um déficit em cerca de 7%.

O número final terá que ser acrescido em um ponto percentual em função da ajuda direta aos bancos, quantidade que, no entanto, não vale para o cálculo de déficit excessivo, pois se trata de uma operação que só ocorre uma vez e cujo efeito negativo sobre as contas públicas se corrige por si só. EFE

Carregando...