Ministro diz que bancos espanhóis estatizados receberão 37 bilhões de euros

Bruxelas, 26 nov (EFE).- A injeção de capital que os bancos espanhóis estatizados (Bankia, Novacaixagalicia, Caixa de Catalunya e Banco de Valencia) vão receber dos países da zona do euro será de cerca de 37 bilhões de euros, disse nesta segunda-feira o ministro da Economia da Espanha, Luis de Guindos.

"Não acho que vá haver surpresas, para os bancos estatizados a quantia vai ficar em torno de 37 bilhões", afirmou De Guindos em sua chegada à reunião que o Eurogrupo realiza hoje em Bruxelas sobre a crise na Grécia.

De Guindos disse que, além dos fundos destinados ao "banco podre", será repassada também uma "quantidade limitada" aos bancos que também necessitarem de ajuda para se recapitalizar mas que não pertencem ao grupo dos estatizados.

"No total, essas verbas podem estar em torno de 40 bilhões de euros, número que sempre estivemos planejando, que representa um pouco mais de 3% PIB da Espanha", afirmou.

O ministro espanhol lembrou que nesta quarta-feira a Comissão Europeia aprovará o plano de reestruturação dos bancos espanhóis, passo anterior ao desembolso de ajuda financeira previsto para dezembro.

O órgão executivo europeu também vai estabelecer as condições deste processo de reestruturação, que se completará em um prazo de cinco anos, declarou o ministro. EFE

Carregando...