Mercado fechado

Ministro Dias Toffoli, do STF, é diagnosticado com coronavírus

Redação Notícias
·1 minuto de leitura
President of Brazil's Federal Supreme Court Dias Toffoli opens debate on whether a defendant is to begin serving his sentence after a conviction has been reached by the first appellate court, in Brasilia, Brazil, Thursday, Oct. 17, 2019. The Supreme Court's decision could affect cases like that of jailed former President Luiz Inacio Lula da Silva. (AP Photo/Eraldo Peres)
A confirmação da infecção partiu de dentro do próprio STF, nesta terça. (Foto: AP Photo/Eraldo Peres)

O ministro Dias Toffoli testou positivo para o novo coronavírus. A confirmação da infecção partiu de dentro do próprio STF (Supremo Tribunal Federal), nesta terça-feira (13).

De acordo com o tribunal, Toffoli teve sintomas respiratórios leves e deve, de início, permanecer em casa para o tratamento da Covid-19. O ministro está, a princípio, confirmado para a sessão virtual agendada para esta quarta-feira (14).

Em maio, foi internado para drenagem de um abcesso e, na ocasião, apresentou sintomas similares ao de Covid-19. No entanto, o exame feito à época descartou a infecção.

Segundo a coluna do jornalista Guilherme Amado, da revista “Época”, a ministra Cármen Lúcia também foi contaminada. A assessoria de imprensa do tribunal não confirmou nem desmentiu a informação.

Leia também

Toffoli era presidente da Suprema Corte até o último dia 10 de setembro, quando transmitiu a presidência para o ministro Luiz Fux, que também já teve o diagnóstico positivo para a Covid-19 dias após a cerimônia.

No mês passado, diversas autoridades que participaram da posse de Fux receberam posteriormente um diagnóstico positivo para a doença, entre elas o procurador-geral da República, Augusto Aras; o presidente da Câmara, Rodrigo Maia; e a presidente do Tribunal Superior do Trabalho (TST), ministra Maria Cristina Peduzzi.

O prédio foi depois submetido a uma sanitização como forma de eliminar eventuais focos de contaminação.