Mercado fechado
  • BOVESPA

    125.052,78
    -1.093,88 (-0,87%)
     
  • MERVAL

    38.390,84
    +233,89 (+0,61%)
     
  • MXX

    50.268,45
    +27,94 (+0,06%)
     
  • PETROLEO CRU

    72,17
    +0,26 (+0,36%)
     
  • OURO

    1.802,10
    -3,30 (-0,18%)
     
  • BTC-USD

    34.351,79
    +2.180,49 (+6,78%)
     
  • CMC Crypto 200

    786,33
    -7,40 (-0,93%)
     
  • S&P500

    4.411,79
    +44,31 (+1,01%)
     
  • DOW JONES

    35.061,55
    +238,20 (+0,68%)
     
  • FTSE

    7.027,58
    +59,28 (+0,85%)
     
  • HANG SENG

    27.321,98
    -401,86 (-1,45%)
     
  • NIKKEI

    27.548,00
    +159,80 (+0,58%)
     
  • NASDAQ

    15.091,25
    +162,75 (+1,09%)
     
  • BATS 1000 Index

    0,0000
    0,0000 (0,00%)
     
  • EURO/R$

    6,1216
    +0,0014 (+0,02%)
     

Ministro da Saúde diz que não há mudança de estratégia para a Coronavac

·1 minuto de leitura

No início desta segunda-feira (21), o ministro da Saúde, Marcelo Queiroga, revelou que não haverá qualquer mudança de estratégia para a aplicação da CoronaVac. A declaração do ministro foi feita em audiência ao Senado Federal, revelando que já foram feitas diversas reuniões em conjunto com Dimas Covas, presidente do Instituto Butantan, e também com o embaixador chinês, Yang Wanming, para facilitar a chegada de IFA (Ingrediente Farmacêutico Ativo) ou da vacina já pronta para a aplicação.

Queiroga também disse na audiência que a CoronaVac ainda não tem registro definitivo da Anvisa, mas que isso não significa que o imunizante não seja eficaz contra a COVID-19. "Estamos avaliando não só a CoronaVac, mas todas as outras vacinas", disse. O ministro contou ainda que a vacina vem sendo útil para o programa de imunização brasileiro, e que essa é a posição oficial do Ministério da Saúde.

<em>Imagem: Reprodução/Freepik</em>
Imagem: Reprodução/Freepik

O ministro da Saúde afirmou que há também o interesse no desenvolvimento da ButanVac, o primeiro imunizante em potencial com produção completamente nacional, além de outros projetos. Queiroga disse ainda que toda a população brasileira adulta, aqueles com mais de 18 anos, serão imunizados com a primeira dose até o mês de setembro deste ano.

Fonte: Canaltech

Trending no Canaltech:

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos