Mercado fechado
  • BOVESPA

    108.976,70
    -2.854,45 (-2,55%)
     
  • MERVAL

    38.390,84
    +233,89 (+0,61%)
     
  • MXX

    51.668,64
    -310,37 (-0,60%)
     
  • PETROLEO CRU

    76,28
    -1,66 (-2,13%)
     
  • OURO

    1.754,00
    +8,40 (+0,48%)
     
  • BTC-USD

    16.465,09
    -59,73 (-0,36%)
     
  • CMC Crypto 200

    386,97
    +4,32 (+1,13%)
     
  • S&P500

    4.026,12
    -1,14 (-0,03%)
     
  • DOW JONES

    34.347,03
    +152,97 (+0,45%)
     
  • FTSE

    7.486,67
    +20,07 (+0,27%)
     
  • HANG SENG

    17.573,58
    -87,32 (-0,49%)
     
  • NIKKEI

    28.283,03
    -100,06 (-0,35%)
     
  • NASDAQ

    11.782,80
    -80,00 (-0,67%)
     
  • BATS 1000 Index

    0,0000
    0,0000 (0,00%)
     
  • EURO/R$

    5,6244
    +0,0991 (+1,79%)
     

Ministro da Energia saudita nega discussão sobre aumento da produção de petróleo

Tanques de combustíveis em complexo saudita

DUBAI (Reuters) - O ministro da Energia da Arábia Saudita, príncipe Abdulaziz bin Salman, disse que o reino não está discutindo um potencial aumento na produção de petróleo com outros produtores da Opep, informou a agência de notícias estatal SPA, negando uma reportagem do Wall Street Journal na segunda-feira.

"É sabido que a Opep+ não discute nenhuma decisão antes da reunião", disse o príncipe, referindo-se à próxima reunião do grupo em dezembro.

"O atual corte de 2 milhões de barris por dia pela Opep+ continua até o final de 2023 e, se houver necessidade de tomar novas medidas reduzindo a produção para equilibrar oferta e demanda, sempre estaremos prontos para intervir."

Os contratos futuros do petróleo reduziram perdas após os comentários do saudita.

(Por Maha El Dahan)