Mercado fechará em 1 h 47 min
  • BOVESPA

    119.546,99
    -515,00 (-0,43%)
     
  • MERVAL

    38.390,84
    +233,89 (+0,61%)
     
  • MXX

    49.005,11
    +137,49 (+0,28%)
     
  • PETROLEO CRU

    61,05
    -0,30 (-0,49%)
     
  • OURO

    1.781,20
    -11,90 (-0,66%)
     
  • BTC-USD

    53.550,70
    -2.244,77 (-4,02%)
     
  • CMC Crypto 200

    1.254,54
    +11,48 (+0,92%)
     
  • S&P500

    4.133,02
    -40,40 (-0,97%)
     
  • DOW JONES

    33.783,38
    -353,93 (-1,04%)
     
  • FTSE

    6.938,24
    +42,95 (+0,62%)
     
  • HANG SENG

    28.755,34
    +133,42 (+0,47%)
     
  • NIKKEI

    29.188,17
    +679,62 (+2,38%)
     
  • NASDAQ

    13.706,50
    -212,75 (-1,53%)
     
  • BATS 1000 Index

    0,0000
    0,0000 (0,00%)
     
  • EURO/R$

    6,5597
    -0,1423 (-2,12%)
     

Ministro da Educação reforça pedido para imunização de professores

Karine Melo – Repórter da Agência Brasil
·1 minuto de leitura

O ministro da Educação, Milton Ribeiro, reforçou nesta terça-feira (16) o pedido ao Ministério da Saúde para que professores façam parte do grupo prioritário na vacinação contra a covid-19.

Ribeiro encontrou-se hoje com o atual ministro da Saúde, Eduardo Pazuello, e com o médico Marcelo Queiroga, indicado para assumir a pasta nos próximos dias. "Vim pedir a possibilidade de vacinar todos os professores para voltar às aulas presenciais. Esse pedido está sendo analisado e deve entrar na escala”, disse o ministro da Educação, ressaltando que estão em análise como serão "as questões técnicas e como será realizado [o processo]".

Milton Ribeiro lembrou que, em outubro do ano passado, enviou ao Ministério da Saúde um ofício pedindo prioridade de vacinação para os professores e os demais profissionais da área.

O Ministério da Educação (MEC) estima que o país tem entre 2,3 milhões e 3 milhões de professores.