Mercado fechado

Ministro anuncia auxílio emergencial nas redes sociais e, em seguida, apaga post

Ministro Luiz Eduardo Ramos fez postagem nas redes e apagou minutos depois (Foto: Evaristo Sá/AFP via Getty Images)

O ministro da Secretaria de Governo, Luiz Eduardo Ramos, fez um post nas redes sociais anunciando que o governo federal pagaria mais três meses do auxílio emergencial. No entanto, minutos depois, apagou.

E nos siga no Google News:

Yahoo Notícias | Yahoo Finanças | Yahoo Esportes | Yahoo Vida e Estilo

A informação dada pelo ministro era de que seriam três parcelas: a primeira de R$ 500, a segunda de R$ 400 e a terceira de R$ 300. “A proposta faria o benefício chegar neste ano a pelo menos R$ 229,5 bilhões. Isso é 53% de toda a transferência de renda já feita no programa Bolsa Família desde seu início, em 2004”, escreveu o ministro Ramos.

Leia também

Segundo informações do portal G1, a assessoria do ministro justificou que a postagem foi deletada porque a informação estava errada e o assunto ainda está sendo discutido pelo governo. Há a expectativa de que o auxílio emergencial continue sendo pago, mas não há decisão oficial.

Baixe o app do Yahoo Mail em menos de 1 min e receba todos os seus emails em 1 só lugar

Acontecerá nesta quinta-feira uma reunião com o presidente Jair Bolsonaro para definir o futuro do auxílio emergencial. Além do presidente, participam o ministro da Economia, Paulo Guedes, Onyx Lorenzoni, da Cidadania, Braga Netto, ministro da Casa Civil, o presidente do Banco Central, Roberto Campos Neto, e o presidente da Caixa Econômica Federal, Pedro Guimarães.

Siga o Yahoo Notícias no Instagram, Facebook, Twitter e YouTube e aproveite para se logar e deixar aqui abaixo o seu comentário.