Mercado fechará em 5 h 33 min

Ministério da Saúde é alvo de inquérito por irregularidades em compra de respiradores

General Eduardo Pazuello, ministro interino da Saúde (Foto: Andressa Anholete/Getty Images)

No mesmo dia em que a Polícia Federal deflagrou uma operação contra o governador do Pará, Helder Barbalho (MDB) por desvio de verba na compra de respiradores, o Ministério Público Federal abriu um inquérito por irregularidades em contratos emergenciais feitos pelo ministério da Saúde para compra dos aparelhos.

E nos siga no Google News:

Yahoo Notícias | Yahoo Finanças | Yahoo Esportes | Yahoo Vida e Estilo

Segundo informações da agência Reuters, a portaria foi divulgada pelo MPF nesta quarta-feira. O documento cita informações da imprensa de que contratos com empresas do exterior para compra de respiradores foram cancelados após constatação de valor acima da média.

A peça chave para que a investigação começasse foi a entrevista de Carlos Wizard à CNN. No dia 2 de junho, o então futuro secretário do ministério afirmou que contratos feitos pelo governo Federal foram cancelados e que empresas nacionais poderiam fornecer respiradores por um preço melhor.

Baixe o app do Yahoo Mail em menos de 1 min e receba todos os seus emails em 1 só lugar

Além de Helder Barbalho, Wilzon Witzel (PSC), governador do Rio de Janeiro, também foi alvo de uma operação da Polícia Federal por desvio de verbas públicas no combate ao coronavírus.

Leia também

Em maio, a deputada federal Carla Zambelli havia falado, em entrevista à Rádio Gaúcha, que aconteceriam operações da Polícia Federal contra governadores no que chamou de “covidão”. Zambelli nega, no entanto, que tivesse informações privilegiadas.

Siga o Yahoo Notícias no Instagram, Facebook, Twitter e YouTube e aproveite para se logar e deixar aqui abaixo o seu comentário.