Mercado fechado
  • BOVESPA

    118.328,99
    -1.317,01 (-1,10%)
     
  • MERVAL

    38.390,84
    +233,89 (+0,61%)
     
  • MXX

    44.810,21
    -315,49 (-0,70%)
     
  • PETROLEO CRU

    53,01
    -0,12 (-0,23%)
     
  • OURO

    1.869,60
    +3,70 (+0,20%)
     
  • BTC-USD

    30.984,07
    -3.967,61 (-11,35%)
     
  • CMC Crypto 200

    608,80
    -71,11 (-10,46%)
     
  • S&P500

    3.853,07
    +1,22 (+0,03%)
     
  • DOW JONES

    31.176,01
    -12,39 (-0,04%)
     
  • FTSE

    6.715,42
    -24,97 (-0,37%)
     
  • HANG SENG

    29.927,76
    -34,74 (-0,12%)
     
  • NIKKEI

    28.756,86
    +233,56 (+0,82%)
     
  • NASDAQ

    13.382,50
    -13,00 (-0,10%)
     
  • BATS 1000 Index

    0,0000
    0,0000 (0,00%)
     
  • EURO/R$

    6,5084
    +0,1004 (+1,57%)
     

Ministério lança regras para fundos de ciência, tecnologia e inovação

Kelly Oliveira – Repórter da Agência Brasil

Instituições de pesquisa e universidades públicas terão uma ferramenta para atrair investimentos privados. O Ministério da Ciência, Tecnologia, Inovações e Comunicações (MCTIC) anunciou hoje (5), em cerimônia, as regras para a criação de fundos patrimoniais e endowments para ciência, tecnologia e inovação.

Os endowments são uma modalidade de financiamento com fundos de caráter permanente. Esses fundos têm recursos fixos e são gerenciados como fundos de investimento, com rendimentos aplicados à área de fomento. Segundo o ministério, os fundos devem preservar seu valor, gerar receita e constituir uma fonte regular e estável de recursos de fomento. O ministério acrescentou que os fundos reduzem os riscos de impactos por possíveis diminuições na arrecadação do governo.

O ministério acrescenta que as universidades públicas e os institutos de pesquisas vinculados ao órgão terão maior autonomia financeira e sustentabilidade para suas atividades no longo prazo.

É a primeira iniciativa do governo para implementar no Brasil a modalidade, já usada em outros países.

No último dia 29, foi publicada a portaria nº 5.918 no Diário Oficial da União com as regras de criação dos fundos. Desde então, sete instituições já apresentaram qualificação para criar os fundos de endowments.