Mercado abrirá em 6 h 18 min

Ministério da Saúde recomenda isolamento de 7 dias a quem chega do exterior

Rafael Bitencourt

Pasta cita eficácia de medidas tomadas na Coreia do Sul e também recomenda adiar aglomerações como eventos esportivos, religiosos ou comerciais O Ministério da Saúde defendeu nesta sexta-feira a intensificação dos cuidados para conter o aumento súbito de casos de coronavírus (covid-19) por meio de ações de prevenção dos Estados e da própria população. Durante videoconferência com gestores e equipes de saúde nos Estados, o secretário de vigilância em saúde, Wanderson de Oliveira, recomendou adiar eventos em locais fechados, evitar viagens em cruzeiros turísticos e adotar isolamento domiciliar de sete dias para viajantes que retornarem do exterior.

“Essas medidas não são criações do Ministério da Saúde, mas são medidas recomendadas pela Organização Mundial de Saúde, que foram e estão sendo utilizadas na Itália, França, Alemanha, Estados Unidos, Japão e Coreia do Sul”, afirmou Oliveira.

Trabalhadores no Aeroporto Internacional de São Paulo usam máscara contra coronavírus

Andre Penner/AP Photo

No caso de eventos e atividades em locais fechados, o cuidado se volta para as aglomerações de caráter governamental, esportivo, artístico, cultural, político, científico, comercial, religioso, entre outros. Para o ministério, os organizadores “devem cancelar ou adiar, se houver tempo hábil”. Caso não seja possível, recomenda-se que o evento ocorra sem público.

O isolamento de viajante internacional vale inclusive para as pessoas com quadro assintomático. Elas devem permanecer em casa por uma semana, a partir da data de desembarque. Além disso, orienta-se que elas procurem a unidade de saúde se apresentarem sintomas.

Oliveira ressaltou que os países com alto índice de transmissão conseguiram conter o rápido crescimento do número de doentes com coronavírus quando fizeram um maior controle.

“A Coreia do Sul utilizou essas medidas de uma forma muito rigorosa e conseguiu fazer cair muito. Chegou ao pico rápido, mas reduziu em seguida”, afirmou.