Mercado abrirá em 9 h 51 min
  • BOVESPA

    122.979,96
    +42,09 (+0,03%)
     
  • MERVAL

    38.390,84
    +233,89 (+0,61%)
     
  • MXX

    49.789,31
    +417,33 (+0,85%)
     
  • PETROLEO CRU

    64,68
    -0,81 (-1,24%)
     
  • OURO

    1.867,90
    -0,10 (-0,01%)
     
  • BTC-USD

    40.670,18
    -4.258,05 (-9,48%)
     
  • CMC Crypto 200

    1.120,19
    -132,95 (-10,61%)
     
  • S&P500

    4.127,83
    -35,46 (-0,85%)
     
  • DOW JONES

    34.060,66
    -267,13 (-0,78%)
     
  • FTSE

    7.034,24
    +1,39 (+0,02%)
     
  • HANG SENG

    28.593,81
    +399,72 (+1,42%)
     
  • NIKKEI

    28.008,09
    -398,75 (-1,40%)
     
  • NASDAQ

    13.149,50
    -62,50 (-0,47%)
     
  • BATS 1000 Index

    0,0000
    0,0000 (0,00%)
     
  • EURO/R$

    6,4304
    +0,0003 (+0,00%)
     

Ministério da Saúde começa a distribuir 5,2 milhões de doses de vacina da COVID

Fidel Forato
·2 minuto de leitura

Nesta quinta-feira (29), o Ministério da Saúde começa a distribuição de mais 5,2 milhões de doses vacinas contra a COVID-19 entre os estados brasileiros e o Distrito Federal. No novo envio, 5,1 milhões de doses serão da Covishield (AstraZeneca/Oxford), já envasadas pela Fundação Oswaldo Cruz (Fiocruz). Além disso, há outras 104,8 mil doses da CoronaVac, do Instituto Butantan.

De acordo com a Saúde, estas doses serão destinadas para a vacinação contra o coronavírus SARS-CoV-2 em idosos entre 60 e 64 anos e profissionais da segurança — como forças de segurança e salvamento e as Forças Armadas — que atuam na linha de frente na pandemia da COVID-19. Em especial, um lote de vacinas adicionais deve atender os profissionais da saúde de Santa Catarina.

Brasil deve distribuir mais 5,2 milhões de doses de vacinas contra a COVID-19 (Imagem: Reprodução/Megostudio/Envato Elements)
Brasil deve distribuir mais 5,2 milhões de doses de vacinas contra a COVID-19 (Imagem: Reprodução/Megostudio/Envato Elements)

Até o momento, o Brasil imunizou 14.621.694 pessoas de forma completa (com as duas doses de um imunizante), segundo o levantamento do consórcio de veículos de imprensa. Em porcentagem, isso significa que 6,9% da população brasileira já está imunizada contra a COVID-19.

Vacinação de pessoas com comorbidades, deficiência permanente e gestantes

Nos próximos dias, a pasta ainda deve operar uma distribuição maior de doses de imunizantes contra a COVID-19. Isso porque, na quarta-feira (28), foi anunciado prazo para a imunização de brasileiros com comorbidades (como diabetes), deficiência permanente, gestantes ou puérperas. A meta é que este grupo, formado por 28 milhões, tenha pelo menos uma dose garantida até o final de maio.

"Lembrando que o Ministério da Saúde depende da confirmação de entrega efetiva dos laboratórios fabricantes dos imunizantes para fazer a distribuição, de forma proporcional a todos os estados e Distrito Federal", apontou a pasta em comunicado.

Fonte: Canaltech

Trending no Canaltech: