Mercado fechado
  • BOVESPA

    126.003,86
    +951,08 (+0,76%)
     
  • MERVAL

    38.390,84
    +233,89 (+0,61%)
     
  • MXX

    50.897,79
    +629,34 (+1,25%)
     
  • PETROLEO CRU

    72,19
    +0,28 (+0,39%)
     
  • OURO

    1.797,20
    -2,00 (-0,11%)
     
  • BTC-USD

    37.329,00
    +2.843,29 (+8,24%)
     
  • CMC Crypto 200

    905,01
    -10,48 (-1,14%)
     
  • S&P500

    4.422,30
    +10,51 (+0,24%)
     
  • DOW JONES

    35.144,31
    +82,76 (+0,24%)
     
  • FTSE

    7.025,43
    -2,15 (-0,03%)
     
  • HANG SENG

    26.192,32
    -1.129,66 (-4,13%)
     
  • NIKKEI

    27.833,29
    +285,29 (+1,04%)
     
  • NASDAQ

    15.124,50
    +26,50 (+0,18%)
     
  • BATS 1000 Index

    0,0000
    0,0000 (0,00%)
     
  • EURO/R$

    6,1086
    -0,0130 (-0,21%)
     

Ministério da Saúde anuncia entrega de 15 milhões de doses da vacina da Pfizer em julho

·1 minuto de leitura

BRASÍLIA – O Ministério da Saúde informou na noite desta quarta-feira que vai receber 15 milhões da vacina contra Covid da Pfizer em julho. Em nota, a pasta destaca que conseguiu antecipar a entregar de 7 milhões de doses.

“A previsão inicial era de que 8 milhões de doses chegassem em julho. Após conversas com a farmacêutica, o Brasil vai receber 15 milhões de doses no próximo mês”.

O anúncio ocorre dois dias após reunião do presidente Jair Bolsonaro com a presidente da farmacêutica Pfizer na América Latina, Carlos Murillo, e a presidente da empresa no Brasil, Marta Díez, No encontro, ao lado do ministro da Saúde, Marcelo Queiroga, o governo brasileiro pediu a antecipação de doses da vacina da empresa.

Atualmente, o governo federal tem dois contratos que preveem a entrega de 200 milhões de doses da vacina produzida pela Pfizer ao Brasil. Conforme o GLOBO revelou, houve um atraso de 216 dias para a aquisição do imunizaten da farmacêutica americana.

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos