Mercado abrirá em 7 h 10 min

Ministério da Economia nega estudo para novos saques imediatos do FGTS

BRASÍLIA (Reuters) - O Ministério da Economia informou nesta sexta-feira que não estuda nenhuma medida de saque imediato das contas do FGTS em meio a notícias de que a investida poderia ser considerada no âmbito das iniciativas para dar impulso à economia num momento de disseminação do coronavírus.

"O Ministério da Economia informa que não está em estudo nenhuma medida de saque-imediato das contas do FGTS", informou a assessoria de imprensa da pasta.


(Por Marcela Ayres)