Mercado fechado

Mineradoras e Cemig lançam aplicativo de comunicação de riscos em áreas de barragens

Vista da barragem de rejeitos da Vale em Brumadinho em 2019, que se rompeu em janeiro daquele ano

(Reuters) - O Instituto Brasileiro de Mineração (Ibram), a empresa de energia Cemig e o Mining Hub lançaram nesta quinta-feira o Prox, um aplicativo de comunicação de riscos para comunidades que moram próximas a barragens de rejeitos.

Já disponível para download nas plataformas iOS e Android, a ferramenta abrange também informações sobre diferentes riscos de uma determinada região, como hidrológicos, geológicos, de queimadas e descarga elétrica.

Segundo o diretor de Sustentabilidade e Assuntos Regulatórios do Ibram, Julio Nery, as informações referentes às 536 barragens das 11 empresas associadas -- como Vale e Samarco -- já estão presentes no aplicativo, mas a ferramenta está aberta à adesão de quaisquer companhias, inclusive de energia.

"E o aplicativo foi desenvolvido para qualquer posição do Brasil, não só para Minas Gerais. As próprias Cemig e Vale têm barragens fora de Minas", acrescentou Nery, destacando que a atualização das informações, como mudança no status de risco, cabe a cada empreendedor.

Além de disponibilizar dados em tempo real do seu entorno, os usuários também receberão alertas de segurança com base em informações de órgãos públicos como Defesa Civil, Corpo de Bombeiros e Polícia Militar.

(Por Rafaella Barros)