Mercado abrirá em 3 h 10 min
  • BOVESPA

    116.230,12
    +95,66 (+0,08%)
     
  • MERVAL

    38.390,84
    +233,89 (+0,61%)
     
  • MXX

    46.046,58
    +616,83 (+1,36%)
     
  • PETROLEO CRU

    86,15
    -0,37 (-0,43%)
     
  • OURO

    1.721,30
    -9,20 (-0,53%)
     
  • BTC-USD

    20.101,83
    +156,39 (+0,78%)
     
  • CMC Crypto 200

    455,35
    +9,91 (+2,23%)
     
  • S&P500

    3.790,93
    +112,50 (+3,06%)
     
  • DOW JONES

    30.316,32
    +825,43 (+2,80%)
     
  • FTSE

    7.002,68
    -83,78 (-1,18%)
     
  • HANG SENG

    18.087,97
    +1.008,46 (+5,90%)
     
  • NIKKEI

    27.120,53
    +128,32 (+0,48%)
     
  • NASDAQ

    11.540,75
    -100,00 (-0,86%)
     
  • BATS 1000 Index

    0,0000
    0,0000 (0,00%)
     
  • EURO/R$

    5,1553
    -0,0126 (-0,24%)
     

Mineradoras americanas de Bitcoin apresentam prejuízos de R$ 7,3 bilhões

Mineradora de Bitcoin.
Mineradora de Bitcoin.

Quando somados, os prejuízos das três maiores mineradoras americanas de Bitcoin chegam aos R$ 7,3 bilhões (US$ 1,42 bi) no segundo semestre deste ano. O motivo são os empréstimos adquiridos em meio a um forte mercado de baixa das criptomoedas.

Destas perdas, R$ 4,4 bilhões estão ligados à Core Scientific, R$ 1,9 bilhão à Riot e outro bilhão à Marathon, conforme apuramento da Bloomberg. Apesar disso, estas não são as únicas mineradoras públicas no vermelho.

Segundo dados do Hashrate Index, tal indústria vendeu mais BTC do que produziu no último mês de julho. Sendo assim, tal força vendedora acaba gerando ainda mais problemas para as próprias mineradoras.

Pressão vendedora por mineradoras de Bitcoin

Conforme apontado em junho deste ano, tais mineradoras de Bitcoin tinham cerca de US$ 4 bilhões (R$ 20 bi) em empréstimos a serem quitados. Desde então, tais empresas estão vendendo todos seus bitcoins minerados imediatamente.

Das nove maiores empresas públicas, cinco delas venderam até mesmo suas reservas antigas no mês de julho. No total, 3.378 bitcoins foram minerados por estas, já as vendas chegaram a marca de 5.768 BTC, uma diferença de 2.390 BTC, equivalentes a R$ 293 milhões.

Bitcoins minerados e vendidos por mineradoras públicas. Fonte: Hashrate Index.
Bitcoins minerados e vendidos por mineradoras públicas. Fonte: Hashrate Index.

Com tamanha pressão vendedora, quem mais sofre são as próprias mineradoras. Afinal, sua receita está totalmente ligada ao preço do BTC, que embora esteja reagindo aos colapsos do setor, ainda apresenta ganhos tímidos.

Prejuízo bilionário para mineradoras de Bitcoin

Tomando empréstimos para expandir suas fazendas de mineração, muitas delas apresentaram perdas em seus relatórios referentes ao segundo trimestre de 2022. Somando as três maiores mineradoras públicas americanas, o valor ultrapassa a marca de R$ 7,3 bilhões no período.

Com isso, as ações da Marathon estão apresentando queda de 49% em relação ao início do ano, queda ainda mais brusca para a Riot, de 59%, e para a Core Scientific, de 71%.

Entretanto, as três tiveram boa valorização nos últimos trinta dias, subindo 70%, 47% e 75%, respectivamente, devido à valorização do Bitcoin. Portanto, a volatilidade apresentada nesta indústria consegue ser maior que o próprio mercado de criptomoedas.

Por fim, espera-se que tais empresas tenham ainda mais competição com a migração do Ethereum para Proof-of-Stake. Afinal, muitas empresas devem abandonar suas GPUs para comprar ASICs nos próximos meses.

Fonte: Livecoins