Mercado fechará em 2 h 47 min
  • BOVESPA

    114.040,78
    +1.758,50 (+1,57%)
     
  • MERVAL

    38.390,84
    +233,89 (+0,61%)
     
  • MXX

    51.500,14
    +161,80 (+0,32%)
     
  • PETROLEO CRU

    73,38
    +1,15 (+1,59%)
     
  • OURO

    1.750,40
    -28,40 (-1,60%)
     
  • BTC-USD

    44.238,62
    +995,46 (+2,30%)
     
  • CMC Crypto 200

    1.110,22
    +1,30 (+0,12%)
     
  • S&P500

    4.458,07
    +62,43 (+1,42%)
     
  • DOW JONES

    34.830,21
    +571,89 (+1,67%)
     
  • FTSE

    7.078,35
    -5,02 (-0,07%)
     
  • HANG SENG

    24.510,98
    +289,44 (+1,19%)
     
  • NIKKEI

    29.639,40
    -200,31 (-0,67%)
     
  • NASDAQ

    15.306,50
    +143,00 (+0,94%)
     
  • BATS 1000 Index

    0,0000
    0,0000 (0,00%)
     
  • EURO/R$

    6,2118
    +0,0030 (+0,05%)
     

Minas Gerais está com transmissão comunitária da variante Delta, diz secretário

·2 minuto de leitura

A Secretaria de Estado de Saúde de Minas Gerais revelou, na última terça-feira (17), que o estado já está com contaminação comunitária da variante Delta do coronavírus. Isso significa que a propagação do vírus está acontecendo entre os próprios habitantes, e não com o vírus sendo trazido do exterior ou de outros estados. Os casos foram registrados casos nas regiões Sudeste e Noroeste.

Fábio Baccheretti, secretário de Saúde, explica que os primeiros oito casos não eram comunitários, mas sim importados. "Tanto na região Noroeste quanto na região Sudeste, nós temos casos de transmissão comunitária", conta. "Sudeste, que é região de Juiz de Fora, Noroeste ali que é a região de Unaí, nós não tivemos nenhum histórico ou de viagem ao exterior ou contato com alguém que fez viagem ao exterior", exemplifica o secretário.

<em>Imagem: Reprodução/kjpargeter/Freepik</em>
Imagem: Reprodução/kjpargeter/Freepik

Baccheretti diz que, até o momento, a situação em Minas Gerais ainda é confortável, principalmente pelo avanço da vacinação no estado. São 12 pessoas infectadas pela variante Delta no estado, sendo cinco na região central, quatro no Sudeste, dois na Noroeste e um no Norte. O estado vizinho, Rio de Janeiro, está com 60% de casos da cepa, mas o secretário diz que Minas não vai chegar a esse ponto, uma vez que conta com somente 0,4% dos casos totais de COVID-19 originados da cepa indiana.

"Não significa que vamos chegar ao que o Rio de Janeiro é, com a maioria dos casos em Delta, é uma expectativa, mas como a gente está conseguindo vacinar rapidamente, talvez quando a Delta transmitir com maior intensidade em Minas Gerais, a gente vai ter atingido uma vacinação com duas doses proporcionalmente maior, o que nos dá mais tranquilidade em relação ao leito de CTI", comenta Baccheretti.

O secretário de Saúde afirma ainda que Minas Gerais não está desmobilizando leitos, mantendo-os abertos mesmo com ocupação de 40%. "Alguns municípios decidiram por gestores internos desmobilizar alguns, mas o estado vem mantendo. Abrimos recentemente em Nanuque, dez leitos, em Ubá, dez leitos, já na expectativa da variante Delta, de entender e não ser pego de novo de surpresa como aconteceu no começo do ano, com a P1, a Gama", pontua.

Baccheretti diz também que ainda não é hora de descuidar das medidas de prevenção, e que a população precisa continuar usando máscaras corretas, fazendo o distanciamento social e se vacinando.

Fonte: Canaltech

Trending no Canaltech:

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos