Mercado abrirá em 8 h 4 min
  • BOVESPA

    101.915,45
    -898,58 (-0,87%)
     
  • MERVAL

    38.390,84
    +233,89 (+0,61%)
     
  • MXX

    49.698,72
    -97,58 (-0,20%)
     
  • PETROLEO CRU

    67,57
    +1,39 (+2,10%)
     
  • OURO

    1.780,60
    +4,10 (+0,23%)
     
  • BTC-USD

    57.076,77
    -169,32 (-0,30%)
     
  • CMC Crypto 200

    1.469,08
    +26,30 (+1,82%)
     
  • S&P500

    4.567,00
    -88,27 (-1,90%)
     
  • DOW JONES

    34.483,72
    -652,22 (-1,86%)
     
  • FTSE

    7.059,45
    -50,50 (-0,71%)
     
  • HANG SENG

    23.807,24
    +331,98 (+1,41%)
     
  • NIKKEI

    27.997,60
    +175,84 (+0,63%)
     
  • NASDAQ

    16.298,25
    +147,75 (+0,91%)
     
  • BATS 1000 Index

    0,0000
    0,0000 (0,00%)
     
  • EURO/R$

    6,3911
    +0,0211 (+0,33%)
     

Minas anuncia desligamento de Maurício Souza

·2 min de leitura

O Minas anunciou nesta quarta-feira que o central Maurício Souza não atua mais pela equipe. O clube ainda não confirmou de quem partiu a decisão.

A notícia vem em meio a uma crise por conta de uma postagem de teor homofóbico em seu perfil no Instagram. No dia 12 de outubro, Mauricio se mostrou incomodado com o fato de o personagem Super-Homem surgir bissexual na nova edição da revista da DC Comics. Quando fez a postagem, tinha mais de 250 mil seguidores – agora, já passou dos 320 mil.

O clube sofreu pressão de seus patrocinadores, a Fiat e a Gerdau, impôs multa e afastou o jogador, que também teve de postar um pedido de desculpas. Depois de fazer a postagem inicial no Twitter, em um perfil que tinha pouco mais de 50 seguidores, o jogador postou nesta quarta-feira um vídeo no Instagram, onde tem mais de 320 mil fãs, com uma retração.

"Vim aqui para pedir desculpas, a todos que se sentiram ofendidos com a minha opinião. Eu defendo aquilo que acredito, não foi minha intenção. Assim como vocês têm direito de defender aquilo que vocês acreditam, eu tenho direito de defender o que eu acredito. Não precisamos brigar por isso. Respeito todos, sempre respeitei, dentro e fora de quadra, joguei com vários homossexuais, nunca desrespeitei, sempre fiz amizade", disse ele, antes de explicar que o que defende são os "valores de família" e que não concorda em ser chamado de homofóbico: "Enfim, isso não justifica. Não só homossexuais, lésbicas também. Todo tipo de... Toda pessoa de gênero diferente. Fico triste com tudo que está acontecendo, infelizmente a gente não pode mais dar opinião, colocar os valores acima de tudo, os valores de família, os valores do que a gente acredita. Mas os valores de vocês nós temos de respeitar a qualquer custo. Se não a gente é chamado de homofóbico, como preconceituoso. Eu não concordo com isso", escreveu o jogador.

Em atualização.

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos