Mercado fechado
  • BOVESPA

    112.764,26
    +3.046,26 (+2,78%)
     
  • MERVAL

    38.390,84
    +233,89 (+0,61%)
     
  • MXX

    48.853,37
    +392,77 (+0,81%)
     
  • PETROLEO CRU

    91,78
    -0,31 (-0,34%)
     
  • OURO

    1.816,50
    +1,00 (+0,06%)
     
  • BTC-USD

    24.348,27
    -110,00 (-0,45%)
     
  • CMC Crypto 200

    574,64
    +3,36 (+0,59%)
     
  • S&P500

    4.280,15
    +72,88 (+1,73%)
     
  • DOW JONES

    33.761,05
    +424,35 (+1,27%)
     
  • FTSE

    7.500,89
    +34,98 (+0,47%)
     
  • HANG SENG

    20.175,62
    +93,22 (+0,46%)
     
  • NIKKEI

    28.546,98
    +727,68 (+2,62%)
     
  • NASDAQ

    13.548,25
    -29,50 (-0,22%)
     
  • BATS 1000 Index

    0,0000
    0,0000 (0,00%)
     
  • EURO/R$

    5,2028
    -0,1209 (-2,27%)
     

Minério volta a cair com crise imobiliária e Covid na China

  • Opa!
    Algo deu errado.
    Tente novamente mais tarde.
Neste artigo:
  • Opa!
    Algo deu errado.
    Tente novamente mais tarde.

(Bloomberg) -- O minério de ferro voltou a ser negociado abaixo de US$ 100 a tonelada e a maioria dos metais básicos recuou com o boicote de mutuários na China, surto de vírus por todo o país e alerta da BHP sobre o crescimento global.

Os futuros do material siderúrgico caíram até 4.3% para US$ 96,40 em Singapura. Enquanto Pequim toma medidas para aliviar o mais recente onda de riscos no setor imobiliário, as autoridades lidam com o aumento dos casos de Covid.

A maior mineradora do mundo, a BHP, alertou na terça-feira sobre uma “desaceleração geral do crescimento global” em meio à guerra na Ucrânia, à crise energética da Europa e ao aperto monetário em todo o mundo, ecoando comentários da rival Rio Tinto semana passada.

Na China, os novos casos de Covid-19 saltaram para quase 700, com cepas mais contagiosas do vírus testando a abordagem linha-dura do país à medida que os surtos se espalham para além das principais cidades. A China registrou 699 casos na segunda-feira - a maior contagem diária desde 22 de maio.

No setor imobiliário, as autoridades podem permitir que proprietários interrompam temporariamente o pagamento de prestações de projetos habitacionais paralisados sem incorrer em penalidades. Os reguladores financeiros também incitam bancos a aumentar empréstimos às construtoras para ajudar a concluir os projetos. As medidas ajudaram a impulsionar os preços do cobre na segunda-feira, mas o metal voltou a ficar sob pressão na terça-feira, enquanto zinco, chumbo e estanho também caíram.

“Embora seja útil na margem, não achamos que o anúncio recente de estímulo à infraestrutura na China seja suficiente para fazer muita diferença com o mercado imobiliário ainda em dificuldade”, disseram analistas do Morgan Stanley liderados por Amy Sergeant, em nota. “Embora nossa previsão de preço do cobre esteja caindo há algum tempo, até agora não foi baixa o suficiente.”

Uma crise prolongada no setor imobiliário continua sendo o maior risco para a demanda por aço e minério de ferro. Em uma indicação de que as perspectivas de demanda por aço permanecem fracas, as taxas de operação dos altos-fornos caíram para o nível mais baixo em quatro meses, mesmo após o governo ter liberado o estímulo.

More stories like this are available on bloomberg.com

©2022 Bloomberg L.P.

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos