Mercado fechado
  • BOVESPA

    108.976,70
    -2.854,45 (-2,55%)
     
  • MERVAL

    38.390,84
    +233,89 (+0,61%)
     
  • MXX

    51.668,64
    -310,37 (-0,60%)
     
  • PETROLEO CRU

    76,28
    -1,66 (-2,13%)
     
  • OURO

    1.754,00
    +8,40 (+0,48%)
     
  • BTC-USD

    16.587,94
    +147,48 (+0,90%)
     
  • CMC Crypto 200

    386,97
    +4,32 (+1,13%)
     
  • S&P500

    4.026,12
    -1,14 (-0,03%)
     
  • DOW JONES

    34.347,03
    +152,97 (+0,45%)
     
  • FTSE

    7.486,67
    +20,07 (+0,27%)
     
  • HANG SENG

    17.573,58
    -87,32 (-0,49%)
     
  • NIKKEI

    28.283,03
    -100,06 (-0,35%)
     
  • NASDAQ

    11.782,75
    -80,00 (-0,67%)
     
  • BATS 1000 Index

    0,0000
    0,0000 (0,00%)
     
  • EURO/R$

    5,6244
    +0,0991 (+1,79%)
     

Minério de ferro sobe com apoio regulatório para incorporadoras da China

Navio carregado com minério de ferro na Austrália

Por Enrico Dela Cruz

(Reuters) - Os contratos futuros de minério de ferro subiram nesta quarta-feira, com a referência na bolsa de Dalian atingindo uma máxima de duas semanas, já que um iminente apoio de financiamento de bonds para incorporadoras na China alimentou ainda mais uma recuperação do ingrediente siderúrgico.

O minério de ferro recuperou alguma força este mês, após ter registrado queda em outubro devido a preocupações com o enfraquecimento da demanda de aço na China, a maior produtora mundial, principalmente em razão das restrições da Covid-19 e da desaceleração do setor imobiliário.

Inicialmente apoiados por especulações sobre a China relaxar suas rígidas restrições à Covid, os ganhos do minério de ferro se ampliaram depois que o órgão autorregulador do mercado interbancário da China disse na terça-feira que expandirá o financiamento de bonds para empresas privadas, incluindo desenvolvedoras, com apoio do banco central.

As ações das incorporadoras imobiliárias chinesas dispararam após a notícia.

O minério de ferro mais negociado em janeiro na Dalian Commodity Exchange da China encerrou as negociações diurnas com alta de 2,6%, a 686 iuanes (94,62 dólares) a tonelada, depois de atingir seu maior valor desde 24 de outubro, a 691,50 iuanes.

Na Bolsa de Cingapura, minério de ferro de referência de dezembro subiu 0,8%, a 88,55 dólares a tonelada.

"Com manchetes como a China expandindo ferramentas financeiras para apoiar desenvolvedores... não é difícil ver por que o sentimento tem sido positivo", disse Zenon Ho, analista da corretora de commodities Marex.

No entanto, permaneceram as dúvidas sobre se os ganhos no complexo ferroso poderiam ser sustentados, dadas as preocupações com o aumento de novos casos de Covid-19 na China, que reafirmou sua política de zero Covid.

A demanda por minério de ferro na China também deve permanecer fraca, já que as margens negativas do aço levaram algumas usinas a limitar a produção, e com as habituais restrições à produção de aço no inverno se aproximando.

(Por Enrico Dela Cruz em Manila)