Mercado fechado
  • BOVESPA

    105.069,69
    +603,45 (+0,58%)
     
  • MERVAL

    38.390,84
    +233,89 (+0,61%)
     
  • MXX

    50.597,29
    -330,09 (-0,65%)
     
  • PETROLEO CRU

    66,22
    -0,28 (-0,42%)
     
  • OURO

    1.782,10
    +21,40 (+1,22%)
     
  • BTC-USD

    49.352,01
    -5.159,91 (-9,47%)
     
  • CMC Crypto 200

    1.367,14
    -74,62 (-5,18%)
     
  • S&P500

    4.538,43
    -38,67 (-0,84%)
     
  • DOW JONES

    34.580,08
    -59,71 (-0,17%)
     
  • FTSE

    7.122,32
    -6,89 (-0,10%)
     
  • HANG SENG

    23.766,69
    -22,24 (-0,09%)
     
  • NIKKEI

    28.029,57
    +276,20 (+1,00%)
     
  • NASDAQ

    15.687,50
    -301,00 (-1,88%)
     
  • BATS 1000 Index

    0,0000
    0,0000 (0,00%)
     
  • EURO/R$

    6,3953
    +0,0151 (+0,24%)
     

CORREÇÃO-Minério de ferro se recupera, mas fica abaixo de US$100/t com fraca demanda da China

·2 min de leitura
Minério no porto de Dalian

(Corrige dado comparativo no 4º parágrafo)

(Corrige dado comparativo no 4º parágrafo)

Por Enrico Dela Cruz

8 Nov (Reuters) - Os contratos futuros do minério de ferro obtiveram ganhos no comércio volátil desta segunda-feira após uma série de quedas, mas os preços de referência estão pressionados abaixo de 100 dólares a tonelada devido à fraca demanda chinesa e ao aumento dos estoques da matéria-prima da siderurgia.

O minério de ferro mais negociado em janeiro na Bolsa de Commodity de Dalian fechou em alta de 1,4%, a 570,50 iuanes (89,17 dólares) a tonelada, após uma liquidação de sete sessões.

O contrato do minério de ferro em dezembro na Bolsa de Cingapura subia 0,5% para 91,95 dólares a tonelada no início da manhã (horário de Brasília), após cair 2,2%, para 89,45 dólares.

O minério australiano de 62% de teor de ferro para entrega na China foi negociado a 94,50 dólares na sexta-feira, o menor nível desde maio de 2020, de acordo com Dados de consultoria SteelHome.

O volume de minério de ferro importado nos portos chineses, que atingiu máxima de 145,10 milhões de toneladas em 31 meses na semana passada, com base nos dados da SteelHome, contribuiu para a pressão de queda nos preços.

Atilla Widnell, diretor-gerente da Navigate Commodities, de Cingapura, disse que atualizou seu preço-alvo de curto prazo para 97,92-101,16 dólares a tonelada CFR China, de uma faixa anterior de 91,18-101,24 dólares.

Os embarques da Austrália e do Brasil caíram na semana passada em cerca de 4,5 milhões de toneladas em comparação com a semana anterior, com base na estimativa da Navigate.

"A queda significativa nos embarques australianos pode ser uma indicação de que a produção dos produtores de alto custo marginal agora pode estar sentindo o aperto dos preços relativamente baixos do minério de ferro", disse Widnell.

O sentimento geral melhorou depois que os dados mostraram que o crescimento das exportações da maior produtora de aço, a China, desacelerou em outubro, mas superou as previsões, uma vez que a demanda global melhorou.

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos