Mercado abrirá em 1 h 50 min
  • BOVESPA

    110.334,83
    +299,66 (+0,27%)
     
  • MERVAL

    38.390,84
    +233,89 (+0,61%)
     
  • MXX

    44.784,58
    +191,67 (+0,43%)
     
  • PETROLEO CRU

    60,58
    -0,06 (-0,10%)
     
  • OURO

    1.725,40
    +2,40 (+0,14%)
     
  • BTC-USD

    48.758,71
    +1.547,18 (+3,28%)
     
  • CMC Crypto 200

    980,11
    -6,54 (-0,66%)
     
  • S&P500

    3.901,82
    +90,67 (+2,38%)
     
  • DOW JONES

    31.535,51
    +603,14 (+1,95%)
     
  • FTSE

    6.628,49
    +39,96 (+0,61%)
     
  • HANG SENG

    29.095,86
    -356,71 (-1,21%)
     
  • NIKKEI

    29.408,17
    -255,33 (-0,86%)
     
  • NASDAQ

    13.221,00
    -58,75 (-0,44%)
     
  • BATS 1000 Index

    0,0000
    0,0000 (0,00%)
     
  • EURO/R$

    6,7839
    -0,0117 (-0,17%)
     

Minério de ferro recua na China com queda na margem de siderúrgicas

Enrico Dela Cruz
·1 minuto de leitura

Por Enrico Dela Cruz

(Reuters) - Os futuros do minério de ferro na China recuaram nesta quarta-feira, pressionados por preocupações com uma provável redução na produção de siderúrgicas atingidas por perdas devido aos elevados custos de produção e à fraca demanda.

Margens de lucro em baixa no maior produtor de aço do mundo podem forçar usinas a colocar suas instalações em manutenção, reduzindo a demanda por minério de ferro e outras matérias-primas, disseram analistas.

O contrato mais ativo do minério de ferro na bolsa chinesa de commodities de Dalian encerrou o pregão diurno com queda de 0,2%, a 1.041,50 iuanes (161,11 dólares) por tonelada, após ter chegado a tocar mais cedo uma mínima de duas semanas, de 1.015,50 iuanes.

Os preços spot do minério de ferro na China foram negociados na terça-feira a 167,50 dólares por tonelada, o menor nível desde 4 de janeiro, segundo a consultoria SteelHome.

A Sinosteel Futures escreveu em nota que, como resultado de um forte aumento nos custos de produção e de uma demanda fraca por aço, as companhias siderúrgicas no norte do país "já sofreram perdas em grande escala".

"A demanda por matérias-primas deve se deteriorar ainda mais no futuro próximo", afirmaram, citando o impacto de restrições na China para conter crescentes casos de Covid-19 e a chegada dos feriados de Ano Novo Lunar.

O vergalhão de aço na bolsa de futuros de Xangai subiu 1,4%.

((Tradução Redação São Paulo, 55 11 5644 7519)) REUTERS LC