Mercado fechado
  • BOVESPA

    121.113,93
    +413,26 (+0,34%)
     
  • MERVAL

    38.390,84
    +233,89 (+0,61%)
     
  • MXX

    48.726,98
    +212,88 (+0,44%)
     
  • PETROLEO CRU

    63,07
    -0,39 (-0,61%)
     
  • OURO

    1.777,30
    +10,50 (+0,59%)
     
  • BTC-USD

    62.238,55
    +774,94 (+1,26%)
     
  • CMC Crypto 200

    1.398,97
    +7,26 (+0,52%)
     
  • S&P500

    4.185,47
    +15,05 (+0,36%)
     
  • DOW JONES

    34.200,67
    +164,68 (+0,48%)
     
  • FTSE

    7.019,53
    +36,03 (+0,52%)
     
  • HANG SENG

    28.969,71
    +176,57 (+0,61%)
     
  • NIKKEI

    29.683,37
    +40,68 (+0,14%)
     
  • NASDAQ

    14.024,00
    +10,00 (+0,07%)
     
  • BATS 1000 Index

    0,0000
    0,0000 (0,00%)
     
  • EURO/R$

    6,6872
    -0,0339 (-0,50%)
     

Minério de ferro na China recua por restrições ambientais

·1 minuto de leitura

PEQUIM (Reuters) - Os futuros de referência do minério de ferro na China recuaram nesta quarta-feira, à medida que a implementação de políticas ambientais no país pressionam a demanda pelo material utilizado na fabricação do aço.

O regulador ambiental na cidade chinesa de Tangshan, principal pólo siderúrgico chinês, mandou recentemente 100 pessoas a siderúrgicas locais para assegurar que elas seguem políticas de controle de poluição.

Analistas da Sinosteel Futures também destacaram que há expectativa de controles mais estritos sobre a produção, o que se refletiu nos preços.

O contrato do minério de ferro para maio na bolsa de Dalian fechou em queda de 1,4%, a 1.080 iuanes (164,70 dólares) por tonelada, enquanto o contrato setembro caiu 3%, para 931 iuanes por tonelada.

As posições no contrato mais negociado em Dalian, para maio, caíram significativamente em 40.517 lotes na terça-feira, enquanto o contrato para setembro ganhou 9.543 lotes.

O vergalhão de aço para construção na bolsa de Xangai recuou 0,6%, para 4.935 iuanes por tonelada.