Mercado abrirá em 3 h 8 min
  • BOVESPA

    119.710,03
    -3.253,98 (-2,65%)
     
  • MERVAL

    38.390,84
    +233,89 (+0,61%)
     
  • MXX

    48.748,41
    -906,88 (-1,83%)
     
  • PETROLEO CRU

    64,46
    -1,62 (-2,45%)
     
  • OURO

    1.814,40
    -8,40 (-0,46%)
     
  • BTC-USD

    49.115,65
    -7.999,90 (-14,01%)
     
  • CMC Crypto 200

    1.321,04
    -242,79 (-15,53%)
     
  • S&P500

    4.063,04
    -89,06 (-2,14%)
     
  • DOW JONES

    33.587,66
    -681,50 (-1,99%)
     
  • FTSE

    6.859,88
    -144,75 (-2,07%)
     
  • HANG SENG

    27.718,67
    -512,37 (-1,81%)
     
  • NIKKEI

    27.448,01
    -699,50 (-2,49%)
     
  • NASDAQ

    12.972,50
    -26,00 (-0,20%)
     
  • BATS 1000 Index

    0,0000
    0,0000 (0,00%)
     
  • EURO/R$

    6,4178
    +0,0123 (+0,19%)
     

Minério de ferro mantém alta com recuperação na demanda global por aço

Enrico Dela Cruz

Por Enrico Dela Cruz

(Reuters) - Os preços do minério de ferro na Ásia avançaram nesta segunda-feira, à medida que um fortalecimento na demanda global por aço impulsionava o sentimento do mercado, uma vez que usinas siderúrgicas na China continuavam a aumentar a produção apesar do escrutínio do governo sobre o cumprimento por elas de medidas anti-poluição.

O contrato mais negociado do minério de ferro na bolsa de commodities de Dalian, para entrega em setembro, encerrou a sessão diurna com alta de 0,8%, a 1.060 iuanes (162,70 dólares) por tonelada, na terceira sessão consecutiva de alta.

O primeiro contrato do minério de ferro na bolsa de Cingapura , para entrega em maio, avançava 1,4%, para 174,60 dólares por tonelada, na quarta sessão seguida de ganhos.

"A produção de aço em alta continua a apoiar o mercado de minério de ferro", escreveram analistas do ANZ em nota.

Os preços spot do minério de ferro na China subiram na semana passada, com o minério gradação 62% fechando a 176,50 dólares na sexta-feira, maior nível desde 4 de março, enquanto o gradação 65%, menos poluente, tocou nível recorde acima de 200 dólares, segundo dados da consultoria SteelHome.

"A crescente fiscalização sobre emissões está forçando siderúrgicas a usar minério de ferro de alta gradação, o que compensa devido às fortes margens do aço", disseram os analistas do ANZ.

A robusta demanda por aço na China, maior fabricante e exportadora global, é sustentada por crescentes preços dos imóveis e aumento nas vendas de escavadeiras, afirmaram eles.

Isso coincide com exportações de aço em alta na China e aumento nas atividades em outros países.

No aço, o vergalhão para construção na bolsa de futuros de Xangai caiu 1%.