Mercado abrirá em 7 h 19 min

Minério de ferro e aço caem com preocupações de demanda da China

Navio carregado com minério de ferro na Austrália

Por Enrico Dela Cruz

(Reuters) - Os contratos futuros de minério de ferro e aço da China registraram quedas nesta terça-feira, com a demanda ainda contida por preocupações com a persistente política chinesa de zero Covid e o setor imobiliário local em dificuldades.

As pressões de baixa pesaram mais sobre os preços do que as notícias sobre um plano da China para relaxar as restrições de circulação na fronteira do país.

A cautela também prevaleceu antes de uma alta esperada da taxa de juros pelo Federal Reserve dos EUA nesta semana.

O minério de ferro mais negociado para janeiro na Dalian Commodity Exchange da China encerrou as negociações com queda de 3,1%, a 696 iuanes (99,24 dólares) a tonelada.

O vergalhão na Bolsa de Futuros de Xangai caiu 1,5%, enquanto as bobinas laminadas a quente recuaram 2%.

“Os lockdowns regionais sob a política de zero Covid representa um risco contínuo de arrasto, e o mercado imobiliário permanece substancialmente enfraquecido”, disseram analistas do JPMorgan em nota.

Pequim emitiu esboços de regras com o objetivo de facilitar a entrada de alguns estrangeiros na China para visitas a locais turísticos ao longo de sua fronteira --após meses de fechamento da fronteira devido à pandemia.

A China também relatou na terça-feira um número menor de novos casos de Covid-19, com Pequim não reportando nenhum caso local pelo quarto dia consecutivo.

O contrato de referência de minério de ferro de outubro na Bolsa de Cingapura reverteu os ganhos iniciais da sessão e caiu 0,9%, a 96,20 dólares a tonelada.

(Por Enrico Dela Cruz em Manila)