Mercado fechará em 6 h 32 min
  • BOVESPA

    100.552,44
    +12,61 (+0,01%)
     
  • MERVAL

    38.390,84
    +233,89 (+0,61%)
     
  • MXX

    38.669,25
    +467,44 (+1,22%)
     
  • PETROLEO CRU

    40,19
    +0,16 (+0,40%)
     
  • OURO

    1.909,00
    -20,50 (-1,06%)
     
  • BTC-USD

    12.894,26
    +1.837,25 (+16,62%)
     
  • CMC Crypto 200

    260,11
    +15,22 (+6,21%)
     
  • S&P500

    3.435,56
    -7,56 (-0,22%)
     
  • DOW JONES

    28.210,82
    -97,97 (-0,35%)
     
  • FTSE

    5.785,58
    +9,08 (+0,16%)
     
  • HANG SENG

    24.786,13
    +31,71 (+0,13%)
     
  • NIKKEI

    23.474,27
    -165,19 (-0,70%)
     
  • NASDAQ

    11.671,25
    -20,00 (-0,17%)
     
  • BATS 1000 Index

    0,0000
    0,0000 (0,00%)
     
  • EURO/R$

    6,6384
    -0,0116 (-0,17%)
     

Minério de ferro cai na semana com perspectiva de oferta e preocupações de demanda

Por Enrico Dela Cruz
·2 minutos de leitura

Por Enrico Dela Cruz

MANILA (Reuters) - Os contratos futuros de minério de ferro da China ampliaram as perdas nesta sexta-feira e registraram sua primeira queda semanal em três semanas, pressionados pelo aumento dos estoques portuários da maior produtora de aço do mundo e redução nas perspectivas de recuperação da demanda global por produtos do setor.

O contrato mais ativo de janeiro de 2021 para o ingrediente siderúrgico na Bolsa de Mercadorias de Dalian da China fechou em queda de 0,6%, a 785,50 yuans (117,05 dólares) por tonelada, estendendo as perdas pela quarta sessão consecutiva e caindo 4,6% ante a semana passada.

O contrato do minério de ferro para novembro na Bolsa de Valores de Cingapura subiu 0,6%, para 114,80 dólares por tonelada às 4h34 (horário de Brasília), após quatro dias de queda e também estava caminhando para uma perda semanal.

A mineradora Rio Tinto, alertou que um ressurgimento de casos de coronavírus estava colocando em risco o crescimento econômico global e que a produção de aço fora da China caiu drasticamente, mesmo com medidas de estímulo sustentando a demanda no principal consumidor.

"Novas medidas de lockdown para conter a propagação do vírus na Europa estão ameaçando mergulhar a região de volta na recessão após uma breve trégua durante o verão, enquanto disputas entre os legisladores correm o risco de atrasar o estímulo tão necessário", disseram analistas do ING em nota.

Os estoques portuários de minério de ferro da China estão se acumulando devido à fraca demanda global por aço, atingindo uma alta em sete meses de 123,6 milhões de toneladas na semana passada, mostraram dados da consultoria SteelHome.

O declínio relacionado ao coronavírus na demanda global por aço este ano, porém, será menor do que o esperado em 2,4%, após uma recuperação dinâmica na China, de acordo com a World Steel Association.