Mercado abrirá em 7 h 22 min

Minério de ferro cai na China com impacto de Covid e temores de demanda

Terminal de minério de ferro no porto de Dalian, China

Por Enrico Dela Cruz

(Reuters) - O minério de ferro caiu na bolsa de Dalian nesta sexta-feira para o nível mais fraco em mais de cinco semanas, enquanto o ingrediente siderúrgico em Cingapura atingiu o patamar mais baixo do contrato, pressionado por crescentes preocupações com a demanda, enquanto a China, maior produtora mundial de aço, enfrenta novos surtos de Covid-19.

Os lockdowns generalizados por Covid-19 e uma desaceleração do setor imobiliário na China, juntamente com os riscos crescentes de uma recessão global, à medida que os bancos centrais aumentam taxas de juros agressivamente para reduzir a inflação, alimentaram preocupações com a demanda por metais.

O minério de ferro mais negociado, para entrega em janeiro, na Dalian Commodity Exchange encerrou as negociações com queda de 2,8%, a 667,50 iuanes (96,70 dólares) a tonelada, depois de atingir seu nível mais fraco desde 26 de julho, a 652 iuanes, no início da sessão.

Na Bolsa de Cingapura, o minério de ferro para outubro caiu 1,1%, a 94,40 dólares a tonelada, depois de atingir uma baixa do contrato de 92,75 dólares.

A metrópole chinesa de Chengdu, no sudoeste da China, impôs um lockdown de seus 21,2 milhões de habitantes, enquanto outras grandes cidades, incluindo Shenzhen e Dalian, também aumentaram as restrições contra a Covid-19.

"Há uma preocupação crescente de que o pacote de estímulo do governo seja ineficaz, já que os lockdowns enfraquecem o pico normal da temporada de construção em setembro e outubro", disse o estrategista sênior de commodities do ANZ, Daniel Hynes.

A China tem espaço para ajustar a política monetária à medida que as ações de estímulo foram contidas e a inflação ao consumidor permanece sob controle, disse um porta-voz do banco central.

(Por Enrico Dela Cruz em Manila)