Mercado abrirá em 8 h 47 min

Minério de ferro cai em sessão volátil por preocupações de demanda na China

Terminal de minério de ferro no porto de Dalian, China

Por Enrico Dela Cruz

(Reuters) - Os contratos futuros de minério de ferro nas bolsas de Dalian e Cingapura reverteram os ganhos iniciais e fecharam em queda nesta segunda-feira, pressionados pelas preocupações com a demanda pelo ingrediente siderúrgico na China devido à persistente política de zero Covid e ao setor imobiliário local em dificuldades.

O minério de ferro mais negociado para janeiro na Dalian Commodity Exchange da China encerrou as negociações com queda de 1,4%, a 705,50 iuanes (100,61 dólares) a tonelada, depois de subir 1,8% no início da sessão.

Na Bolsa de Cingapura, o minério de ferro de referência de outubro caiu 1,2%, a 96,80 dólares a tonelada, depois de subir para 2,4% no início do pregão.

As cotações do minério de ferro foram sustentadas inicialmente por notícias de flexibilização das restrições da Covid-19 em algumas áreas da China, incluindo a cidade de Chengdu, no sudoeste.

Mas traders ficaram cautelosos, atentos ao possível aperto de tais restrições antes do congresso do Partido Comunista no próximo mês, onde o presidente Xi Jinping deve garantir um terceiro mandato histórico.

É improvável que a China suspenda sua política de zero Covid "até pelo menos o final de outubro" ou após o congresso do partido, disse a analista sênior de metais da StoneX, Natalie Scott-Gray.

O vergalhão na Bolsa de Futuros de Xangai ficou estável na segunda-feira, enquanto a bobina laminada a quente caiu 0,3%, também apagando os ganhos iniciais. O aço inoxidável recuou 0,1%.

Temores de uma recessão global e os desafios enfrentados pelo mercado imobiliário da China também mantiveram os investidores no limite.

(Por Enrico Dela Cruz em Manila)