Mercado fechará em 3 h 31 min

Minério de ferro cai em Dalian com contração da atividade fabril

Trabalhador de siderúrgica na China

CINGAPURA (Reuters) - Os contratos futuros de minério de ferro na bolsa de Dalian tiveram ligeira queda nesta quarta-feira, com dados que mostraram uma contração na atividade fabril na China, maior produtora mundial de aço, pesando sobre o sentimento.

O minério de ferro mais negociado em janeiro na Dalian Commodity Exchange da China encerrou as negociações diurnas com baixa de 0,3%, a 769,0 iuanes (107,65 dólares) a tonelada.

Na Bolsa de Cingapura, o minério de ferro de referência em dezembro caiu 0,1%, para 100,65 dólares a tonelada.

As atividades de manufatura e serviços da China encolheram ainda mais em novembro, para mínimas de sete meses, segundo dados oficiais, afetadas pelas rígidas restrições da Covid-19 do país e pelo aumento de infecções que, segundo analistas, prejudicarão a economia até 2023.

Pessoas no centro industrial chinês de Guangzhou entraram em confronto com a polícia com roupas de proteção na noite de terça-feira, o mais recente de uma série de protestos que aumentaram no fim de semana devido aos rígidos bloqueios da Covid-19.

O país registrou 37.828 novas infecções por Covid-19 em 29 de novembro, das quais 4.288 foram sintomáticas e 33.540 assintomáticas, informou a Comissão Nacional de Saúde na quarta-feira.

O sentimento do mercado continua ligeiramente impulsionado pelas recentes medidas do governo chinês para apoiar o setor imobiliário do país, disse o ANZ em uma nota de pesquisa.

Além disso, após os protestos no fim de semana, a Comissão Nacional de Saúde da China disse que restrições excessivas à Covid-19 devem ser evitadas, mesmo quando o vírus se espalha, acrescentou a nota.

(Por Matthew Chye)