Mercado abrirá em 46 mins
  • BOVESPA

    112.273,01
    -43,15 (-0,04%)
     
  • MERVAL

    38.390,84
    +233,89 (+0,61%)
     
  • MXX

    54.521,43
    -253,48 (-0,46%)
     
  • PETROLEO CRU

    76,79
    -1,11 (-1,42%)
     
  • OURO

    1.920,40
    -18,80 (-0,97%)
     
  • BTC-USD

    22.868,41
    -400,51 (-1,72%)
     
  • CMC Crypto 200

    518,43
    -19,44 (-3,61%)
     
  • S&P500

    4.017,77
    -52,79 (-1,30%)
     
  • DOW JONES

    33.717,09
    -260,99 (-0,77%)
     
  • FTSE

    7.718,34
    -66,53 (-0,85%)
     
  • HANG SENG

    21.842,33
    -227,40 (-1,03%)
     
  • NIKKEI

    27.327,11
    -106,29 (-0,39%)
     
  • NASDAQ

    11.895,25
    -72,75 (-0,61%)
     
  • BATS 1000 Index

    0,0000
    0,0000 (0,00%)
     
  • EURO/R$

    5,5120
    -0,0350 (-0,63%)
     

Minério de ferro cai com dados comerciais da China piores do que o esperado

Terminal de minério de ferro no porto de Dalian, China

Por Enrico Dela Cruz

(Reuters) - Os contratos futuros de minério de ferro ampliaram as perdas nesta quarta-feira, já que dados comerciais da China piores do que o esperado para novembro diminuíram o entusiasmo sobre uma grande mudança na política de contenção da Covid por Pequim.

Ao mesmo tempo, surgiu cautela com os sinais de que o mercado está "sobrecomprado".

As exportações e importações da China, maior produtora mundial de aço, encolheram no ritmo mais acentuado em pelo menos 2 anos e meio no mês passado, em meio à demanda fraca no país e no exterior, com uma recessão global iminente escurecendo as perspectivas comerciais para 2023.

O contrato de minério de ferro de maio mais negociado na Dalian Commodity Exchange da China encerrou o comércio diurno com queda de 1,9%, a 765 iuanes (109,63 dólares) a tonelada.

"As coisas ainda parecem desafiadoras em meio à incerteza persistente em relação à reabertura chinesa e à desaceleração do crescimento econômico nos mercados desenvolvidos no curto prazo", disseram estrategistas de commodities do ANZ em nota.

A China divulgou na quarta-feira novas medidas que marcaram uma grande mudança na dura política antivírus que afetou sua economia e provocou protestos nas ruas. Mas permanecem as preocupações com os picos de novos casos de Covid, especialmente durante os meses mais frios.

Os preços do minério de ferro de Dalian subiram cerca de 10% neste trimestre, impulsionados pelo aumento do apoio político da China para incorporadores imobiliários domésticos em dificuldades e pela flexibilização de suas restrições contra a Covid.

Na Bolsa de Cingapura, o contrato para janeiro do ingrediente siderúrgico caiu 2%, para 106 dólares a tonelada.

As importações de minério de ferro da China em novembro alcançaram 98,85 milhões de toneladas, alta de 4,1% em relação ao mês anterior, o que elevou suas importações totais do material este ano para 1,02 bilhão de toneladas, mostraram dados na quarta-feira.

(Por Enrico Dela Cruz em Manila)