Mercado abrirá em 3 h 34 min
  • BOVESPA

    112.764,26
    +3.046,26 (+2,78%)
     
  • MERVAL

    38.390,84
    +233,89 (+0,61%)
     
  • MXX

    48.853,37
    +392,77 (+0,81%)
     
  • PETROLEO CRU

    89,57
    -2,52 (-2,74%)
     
  • OURO

    1.798,40
    -17,10 (-0,94%)
     
  • BTC-USD

    24.045,26
    -659,22 (-2,67%)
     
  • CMC Crypto 200

    571,11
    -0,17 (-0,03%)
     
  • S&P500

    4.280,15
    +72,88 (+1,73%)
     
  • DOW JONES

    33.761,05
    +424,35 (+1,27%)
     
  • FTSE

    7.511,97
    +11,08 (+0,15%)
     
  • HANG SENG

    20.040,86
    -134,76 (-0,67%)
     
  • NIKKEI

    28.871,78
    +324,80 (+1,14%)
     
  • NASDAQ

    13.512,75
    -65,00 (-0,48%)
     
  • BATS 1000 Index

    0,0000
    0,0000 (0,00%)
     
  • EURO/R$

    5,1906
    -0,0129 (-0,25%)
     

Minério de ferro cai abaixo de US$100 com piora do cenário para demanda chinesa

Trabalhador em siderúrgica

Por Enrico Dela Cruz

(Reuters) - Os contratos futuros de minério de ferro nas bolsas de Dalian e Cingapura caíram abaixo de 100 dólares nesta sexta-feira devido ao aumento dos temores de uma diminuição da demanda por aço, já que a economia da China vacilou no segundo trimestre e uma crise no setor imobiliário local parece estar piorando.

A economia da China, maior produtora de aço e consumidora de minério de ferro do mundo, contraiu 2,6% no segundo trimestre em relação ao trimestre anterior, desempenho pior que o esperado, devido aos lockdowns contra a Covid-19.

O minério de ferro mais negociado para setembro na Dalian Commodity Exchange da China caiu 10%, a 645 iuanes (95,32 dólares) a tonelada no final da sessão desta sexta-feira, após atingir mais cedo 641,50 iuanes, o menor nível desde 15 de dezembro.

O contrato recuou 13,3% esta semana, a queda mais acentuada desde meados de fevereiro.

Na Bolsa de Cingapura, o contrato do ingrediente siderúrgico para agosto caía 4%, para 96,25 dólares por tonelada, o valor mais fraco desde novembro, colocando-o no caminho para uma perda semanal de mais de 11%.

Espelhando a fraqueza na demanda de minério de ferro, a produção de aço bruto da China caiu 3,3% em junho em comparação com o ano anterior. Em relação a maio, houve retração de 6%.

As produtoras de aço chinesas estão reduzindo a atividade para ajudar a conter as emissões de carbono e diante de margens apertadas pela fraca demanda, obscurecendo as perspectivas de uma recuperação imediata no consumo de ingredientes siderúrgicos.

As siderúrgicas também estão enfrentando mais dificuldades com o mau tempo, as restrições da Covid-19 e uma crise contínua no setor imobiliário.

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos