Mercado fechado
  • BOVESPA

    116.134,46
    +6.097,67 (+5,54%)
     
  • MERVAL

    38.390,84
    +233,89 (+0,61%)
     
  • MXX

    45.429,75
    +802,95 (+1,80%)
     
  • PETROLEO CRU

    83,30
    +3,81 (+4,79%)
     
  • OURO

    1.708,10
    +36,10 (+2,16%)
     
  • BTC-USD

    19.544,52
    +300,65 (+1,56%)
     
  • CMC Crypto 200

    444,02
    +8,67 (+1,99%)
     
  • S&P500

    3.678,43
    +92,81 (+2,59%)
     
  • DOW JONES

    29.490,89
    +765,38 (+2,66%)
     
  • FTSE

    6.908,76
    +14,95 (+0,22%)
     
  • HANG SENG

    17.079,51
    -143,32 (-0,83%)
     
  • NIKKEI

    26.215,79
    +278,58 (+1,07%)
     
  • NASDAQ

    11.312,50
    +277,00 (+2,51%)
     
  • BATS 1000 Index

    0,0000
    0,0000 (0,00%)
     
  • EURO/R$

    5,0713
    -0,2366 (-4,46%)
     

Minério de ferro avança com reposição de estoque na China e compra especulativa

Desembarque de minério de ferro no porto de Lianyungang, China

Por Enrico Dela Cruz

(Reuters) - Os contratos futuros de minério de ferro nas bolsas de Dalian e Cingapura avançaram nesta quinta-feira, com reabastecimento de estoques e compra especulativa sustentando os preços spot na China, maior produtora mundial de aço.

Porém, permanecem dúvidas sobre a sustentabilidade de uma recuperação na demanda pelo ingrediente siderúrgico.

O minério de ferro mais negociado, para entrega em janeiro do próximo ano, na Dalian Commodity Exchange encerrou as negociações com alta de 2,3%, a 741 iuanes (109,98 dólares) a tonelada.

Na Bolsa de Cingapura, o contrato do primeiro mês de setembro subiu 3%, a 113,15 dólares a tonelada.

O preço spot de referência do minério de ferro com teor de 62% para o material com destino à China ficou em 113 dólares a tonelada, 2 dólares acima do fechamento de quarta-feira, segundo dados da consultoria e fornecedora de notícias do setor SteelHome.

As siderúrgicas reiniciaram alguns de seus altos-fornos ociosos nos últimos dias, estimuladas pela melhora das margens e pela recuperação da demanda do setor de construção.

Mas as perspectivas de demanda de médio prazo para produtos e ingredientes de aço permanecem obscurecidas por várias questões, como cortes obrigatórios na produção de aço na China com o objetivo de reduzir as emissões, uma crise financeira envolvendo incorporadoras chinesas e lockdowns da Covid-19.

(Por Enrico Dela Cruz em Manila)