Mercado fechado

Minério de ferro amplia rali com medidas de apoio ao setor imobiliário da China

Minério de ferro

CINGAPURA (Reuters) - Os contratos futuros de minério de ferro de Dalian subiram nesta sexta-feira, estendendo um rali devido às recentes medidas de suporte reveladas para o setor imobiliário chinês, embora o principal contrato do produto esteja caminhando para uma perda semanal, já que os casos recordes de Covid-19 na China, maior produtora mundial de aço, prejudicaram o sentimento.

O minério de ferro mais negociado para janeiro na Dalian Commodity Exchange da China encerrou as negociações diurnas com alta de 3,3%, a 758,0 iuanes (105,84 dólares) a tonelada, a maior alta desde 1º de agosto.

Na Bolsa de Cingapura, o minério de ferro de referência em dezembro subiu 3,0% para 98,60 dólares a tonelada.

O minério de ferro ampliou os ganhos recentes após medidas recentes de apoio ao setor imobiliário da China, enquanto o Conselho de Estado da China disse que ferramentas monetárias como corte da taxa de reserva obrigatória dos bancos serão usadas para manter a liquidez, disse a ANZ Research em nota.

Os maiores bancos comerciais da China prometeram pelo menos 162 bilhões de dólares em novos créditos para incorporadoras imobiliárias, reforçando as recentes medidas regulatórias para aliviar a sufocante crise de caixa no setor e provocando uma recuperação nas ações imobiliárias.

A China registrou na sexta-feira outro recorde de infecções diárias por Covid-19, enquanto cidades de todo o país aplicam medidas e restrições para controlar surtos.

A Comissão de Saúde da China continental reportou 32.943 novos casos de coronavírus em 24 de novembro, em comparação com 31.656 novos casos no dia anterior.

(Por Matthew Chye)