Mercado abrirá em 1 h 29 min
  • BOVESPA

    110.235,76
    +1.584,71 (+1,46%)
     
  • MERVAL

    38.390,84
    +233,89 (+0,61%)
     
  • MXX

    47.808,21
    +566,41 (+1,20%)
     
  • PETROLEO CRU

    92,90
    +0,97 (+1,06%)
     
  • OURO

    1.807,10
    -6,60 (-0,36%)
     
  • BTC-USD

    24.517,57
    +1.362,68 (+5,89%)
     
  • CMC Crypto 200

    577,32
    +46,10 (+8,68%)
     
  • S&P500

    4.210,24
    +87,77 (+2,13%)
     
  • DOW JONES

    33.309,51
    +535,11 (+1,63%)
     
  • FTSE

    7.481,25
    -25,86 (-0,34%)
     
  • HANG SENG

    20.082,43
    +471,59 (+2,40%)
     
  • NIKKEI

    27.819,33
    -180,63 (-0,65%)
     
  • NASDAQ

    13.423,75
    +31,75 (+0,24%)
     
  • BATS 1000 Index

    0,0000
    0,0000 (0,00%)
     
  • EURO/R$

    5,2617
    +0,0153 (+0,29%)
     

Minério estende alta com ajuda para construtoras chinesas

  • Opa!
    Algo deu errado.
    Tente novamente mais tarde.
Neste artigo:
  • Opa!
    Algo deu errado.
    Tente novamente mais tarde.

(Bloomberg) -- O minério de ferro subiu pelo terceiro dia consecutivo com a melhora do sentimento no setor imobiliário da China, após encontro de instituições financeiras com construtoras para discutir possíveis programas de ajuda.

Os contratos futuros em Singapura tiveram alta de até 6,2%, para US$ 112,70 a tonelada, o nível intradiário mais alto em cerca de duas semanas. Isso elevou os ganhos em três dias para mais de 14%.

Rumores que o Conselho de Estado da China aprovou um plano no final da semana passada para criar um fundo para fornecer apoio financeiro a 12 construtoras ajudou a melhorar o humor do mercado. O fundo teria 50 bilhões de yuans (US$ 7,4 bilhões), que podem ser aumentados para até 300 bilhões de yuans.

Os investidores também estarão atentos a sinais de apoio adicional ao mercado imobiliário a partir de uma reunião do Politburo nesta semana. A reunião de julho normalmente ocorre no final do mês e define a agenda para o resto do ano. Entre os possíveis temas estão os planos de estímulo e a posição do governo em relação ao mercado imobiliário.

A recente redução nos custos também está ajudando a estabilizar as margens de lucro das siderúrgicas. “A queda nos preços domésticos do coque, a recente queda no minério de ferro e uma ligeira firmeza nos futuros de aço significam que as siderúrgicas estão agora sob menos pressão para cortar a produção”, disse Tomas Gutierrez, analista da Kallanish Commodities.

Apesar disso, o Goldman Sachs se mostrou pessimista com relação ao mercado de minério de ferro em nota nesta semana. A crise no setor imobiliário da China ajudará a levar o mercado a um superávit significativo no segundo semestre e empurrará os preços para baixo, disse. O banco cortou seus preços-alvo de três e seis meses para US$ 70 e US$ 85 a tonelada, contra US$ 90 e US$ 110 anteriormente.

Os futuros de minério de ferro em Singapura chegaram a cair quase 45% em relação à alta do início de março, atingindo o nível mais fraco desde novembro da semana passada.

More stories like this are available on bloomberg.com

©2022 Bloomberg L.P.

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos