Mercado fechado
  • BOVESPA

    105.069,69
    +603,45 (+0,58%)
     
  • MERVAL

    38.390,84
    +233,89 (+0,61%)
     
  • MXX

    50.597,29
    -330,09 (-0,65%)
     
  • PETROLEO CRU

    66,22
    -0,28 (-0,42%)
     
  • OURO

    1.782,10
    +21,40 (+1,22%)
     
  • BTC-USD

    48.973,89
    +1.434,19 (+3,02%)
     
  • CMC Crypto 200

    1.367,14
    -74,62 (-5,18%)
     
  • S&P500

    4.538,43
    -38,67 (-0,84%)
     
  • DOW JONES

    34.580,08
    -59,71 (-0,17%)
     
  • FTSE

    7.122,32
    -6,89 (-0,10%)
     
  • HANG SENG

    23.766,69
    -22,24 (-0,09%)
     
  • NIKKEI

    28.029,57
    +276,20 (+1,00%)
     
  • NASDAQ

    15.687,50
    -301,00 (-1,88%)
     
  • BATS 1000 Index

    0,0000
    0,0000 (0,00%)
     
  • EURO/R$

    6,3953
    +0,0151 (+0,24%)
     

Minério amplia baixa com sinais de desaceleração do setor de aço

·2 min de leitura

(Bloomberg) -- Os futuros do minério de ferro caíram pelo quarto dia em Singapura sob o impacto de dados econômicos da China, que sinalizaram desaceleração no setor de aço e da manufatura em geral.

Most Read from Bloomberg

O insumo siderúrgico marca um período recorde de perdas mensais em meio a restrições à produção de aço e crise de energia que provocou caos nos preços do carvão. Segundo pesquisa da China Iron & Steel Association, a produção de aço deve ter encolhido ainda mais em outubro. Em setembro, os volumes atingiram o menor patamar desde 2017.

O índice de gerentes de compras (PMI, na sigla em inglês) da indústria do aço caiu de 45 para 38,3 em outubro, com fortes cortes da produção e novos pedidos. Um número abaixo de 50 sinaliza retração. O PMI de manufatura da China também mostrou baixa. O setor de manufatura é a principal fonte de demanda de alguns produtos siderúrgicos, como bobinas laminadas a quente.

Os indicadores oficiais apontam para uma maior desaceleração do crescimento na China, disseram economistas da Nomura Holdings como Lu Ting. “Acreditamos que a situação real poderia ser pior do que os principais PMIs devido à distorção do subíndice de tempo de entrega de fornecedores e à falha da pesquisa PMI em capturar as crescentes restrições antiCovid na última semana de outubro.”

Nos portos da China, os estoques subiram pela quinta semana, para o maior nível desde abril de 2019, de acordo com números do site Steelhome. As retiradas diárias estão nos menores níveis dos últimos anos, segundo a Navigate Commodities.

Os contratos futuros de minério de ferro eram negociados com baixa de 3,2%, cotados a US$ 102,75 a tonelada às 15h12 de Singapura, rumo ao menor fechamento em cerca de seis semanas. Os futuros em Dalian ampliaram o período de perdas, enquanto o vergalhão e a bobina laminada a quente também fecharam em baixa em Xangai.

Most Read from Bloomberg Businessweek

©2021 Bloomberg L.P.

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos