Mercado fechado
  • BOVESPA

    121.800,79
    -3.874,54 (-3,08%)
     
  • MERVAL

    38.390,84
    +233,89 (+0,61%)
     
  • MXX

    50.795,23
    -839,37 (-1,63%)
     
  • PETROLEO CRU

    73,79
    +0,17 (+0,23%)
     
  • OURO

    1.816,40
    -19,40 (-1,06%)
     
  • BTC-USD

    40.191,75
    +419,09 (+1,05%)
     
  • CMC Crypto 200

    951,27
    +1,37 (+0,14%)
     
  • S&P500

    4.395,26
    -23,89 (-0,54%)
     
  • DOW JONES

    34.935,47
    -149,06 (-0,42%)
     
  • FTSE

    7.032,30
    -46,12 (-0,65%)
     
  • HANG SENG

    25.961,03
    -354,29 (-1,35%)
     
  • NIKKEI

    27.283,59
    -498,83 (-1,80%)
     
  • NASDAQ

    14.967,00
    -70,75 (-0,47%)
     
  • BATS 1000 Index

    0,0000
    0,0000 (0,00%)
     
  • EURO/R$

    6,1893
    +0,1488 (+2,46%)
     

Militares doam sangue para reforçar estoques de hemocentros

·1 minuto de leitura

Militares da Marinha, do Exército e da Aeronáutica, além de servidores do Ministério da Defesa, fizeram nesta segunda-feira (14) doação voluntária de sangue. Ao todo, cerca de 43 mil doações foram feitas por militares das três Forças Armadas, nas cinco regiões do Brasil. E essa participação é estendida à Campanha “Bora Doar Sangue”, do Programa Pátria Voluntária, desenvolvido em parceria com o Ministério da Saúde.

A data marca o Dia Internacional do Doador de Sangue, criado pela Organização Mundial da Saúde (OMS), em 2014, para homenagear doadores de sangue e conscientizar os não-doadores sobre a importância deste ato que salva milhares de vidas. A doação de sangue é segura e rápida. Não traz risco ao doador e é feita em menos de uma hora. Os 450 ml de sangue doados são repostos pelo organismo em 24 horas e podem fazer diferença significativa na vida de até quatro pessoas necessitadas.

De acordo com o Ministério da Saúde, em 2020, no Brasil, 16 a cada mil habitantes doaram sangue, correspondendo, à época, a 1,6% da população brasileira. Mesmo estando dentro dos parâmetros preconizados pela OMS, essa proporção não é suficiente para atender às necessidades dos hemocentros do País, informa a pasta.

Segundo a OMS, as seguintes regras devem ser observadas para doação de sangue:

• Homens e mulheres com idade entre 16 e 68 anos;
• Ter acima de 50 quilos;
• Não ter Hepatite B, Hepatite C, Doença de Chagas, Sífilis, AIDS (HIV), HTLV;
• Estar bem alimentado e descansado;
• As parturientes devem esperar entre 90 e 180 dias após o parto;
• Se estiver gripado, esperar, no mínimo, sete dias após a recuperação para poder doar;
• Após uma doação, as mulheres devem esperar 90 dias para fazê-lo novamente; enquanto os homens devem esperar 60 dias.

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos