Mercado fechado

Milho sobe de preço no Ceagesp, mas frio ajuda a reduzir perdas

SÃO PAULO, SP (FOLHAPRESS) - Um caminhão com carga de milho, vindo de Casa Branca, no interior de SP, chegou na manhã desta quarta (2) ao Ceagesp, na capital, depois de dois dias de viagem. Em condições normais, a rota demora em torno de 3 a 4 horas.

"A sorte foi que o tempo está frio, e isso fez com que o milho chegasse bom, sem estragar. Se estivesse muito calor, poderíamos ter perdido a carga", comenta João Paulo Pereira, 42, que compra o produto para distribuir na zona leste de Sâo Paulo. Ele supre vendedores de milho verde cozido nas ruas.

Com a dificuldade para a entrega, o preço subiu. "Paguei R$ 8 a mais pela saca. Em média, sai uns R$ 35. Hoje está R$ 42, R$ 43", conta Pereira. Ele conta que, na greve dos caminhoneiros de 2018, o valor chegou a R$ 50.