Mercado fechará em 5 h 57 min
  • BOVESPA

    125.743,00
    +1.130,97 (+0,91%)
     
  • MERVAL

    38.390,84
    +233,89 (+0,61%)
     
  • MXX

    51.084,24
    +173,71 (+0,34%)
     
  • PETROLEO CRU

    71,92
    +0,27 (+0,38%)
     
  • OURO

    1.794,60
    -5,20 (-0,29%)
     
  • BTC-USD

    39.552,29
    +1.031,35 (+2,68%)
     
  • CMC Crypto 200

    926,67
    -3,26 (-0,35%)
     
  • S&P500

    4.398,69
    -2,77 (-0,06%)
     
  • DOW JONES

    34.992,67
    -65,85 (-0,19%)
     
  • FTSE

    7.012,20
    +16,12 (+0,23%)
     
  • HANG SENG

    25.473,88
    +387,45 (+1,54%)
     
  • NIKKEI

    27.581,66
    -388,56 (-1,39%)
     
  • NASDAQ

    14.955,00
    +7,25 (+0,05%)
     
  • BATS 1000 Index

    0,0000
    0,0000 (0,00%)
     
  • EURO/R$

    6,0588
    -0,0496 (-0,81%)
     

Milhares de manifestantes protestam contra restrições sanitárias no Chipre

·1 minuto de leitura
Milhares de manifestantes que se opõem às restrições sanitárias no Chipre manifestaram-se neste domingo em frente ao palácio presidencial e alguns atacaram a sede de uma emissora de TV e incendiaram carros

Milhares de manifestantes que se opõem às restrições sanitárias no Chipre manifestaram-se neste domingo em frente ao palácio presidencial e alguns atacaram a sede de uma emissora de TV, informou a polícia à AFP.

Cerca de 5 mil pessoas se concentraram em Nicósia, capital da ilha mediterrânea. Cerca de 2,5 mil se dirigiram em seguida à sede da Sigma TV, incendiando um carro e causando danos ao prédio. "Um ataque covarde ocorreu esta noite em frente à nossa sede", anunciou a emissora, acrescentando que os manifestantes danificaram carros de funcionários.

O presidente cipriota, Nico Anasasiades, falou em "revés para a democracia" e afirmou em comunicado que o governo não cederá "às ameaças e à chantagem".

O canal de TV, considerado contrário aos antivacinas, havia sido alvo de protestos anteriores contra as restrições sanitárias no país, que enfrenta a quarta onda de infecções pelo novo coronavírus, devido à propagação da variante Delta.

Pela primeira vez, a parte sul da ilha dividida, com uma população de menos de 900 mil habitantes, registrou mais de mil casos por dia na semana passada. O total de infectados é de 91.196, e o de mortos, 385. Mais de 70% da população-alvo recebeu uma dose de vacina, e 60%, duas.

par-mdz/fjb/pc/dg/lb

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos