Mercado fechará em 2 h 52 min

Milhões viajam de avião na China enquanto pandemia abala setor

Will Davies (News)
·2 minutos de leitura

(Bloomberg) -- Líderes de companhias aéreas globais vão olhar com inveja para a China nesta semana, enquanto milhões de pessoas viajarão de avião nos feriados nacionais e ajudarão operadoras chinesas a acelerar ainda mais sua recuperação da pandemia.

O feriado começa com o Festival de Meio do Outono e o Dia Nacional na quinta-feira e vai até 8 de outubro. A chamada Semana Dourada costuma reunir famílias e deve dar impulso à recuperação doméstica que leva as viagens aéreas dentro da China de volta aos níveis normais. Mais de 15 milhões de pessoas devem voar durante o período, um aumento de 10% em relação ao ano passado, de acordo com Lan Xiang, responsável pela divisão de pesquisa da agência de viagens online Qunar.

Companhias aéreas em outros países estão mergulhadas em uma crise enquanto tentam reconstruir redes e trazer passageiros preocupados com o vírus a bordo. A demanda e capacidade programada nos EUA desabaram com a propagação da Covid-19, enquanto na Europa pessoas relutam em viajar por receio de serem apanhadas por restrições de fronteiras e quarentenas que mudam constantemente. Mesmo com rotas internacionais praticamente inexistentes devido às restrições, operadoras chinesas estão em melhor posição graças ao seu vasto mercado doméstico e ao sucesso em controlar o vírus.

As aéreas da China não escaparam da crise por completo: as três maiores registraram perdas combinadas de quase US$ 4 bilhões no primeiro semestre, e a recuperação não será suficiente para colocá-las no azul até o fim do ano. O pior mês foi fevereiro, logo após o início da epidemia em Wuhan, no início do Ano Novo Chinês, outro feriado importante. Mas apenas dois meses depois, as empresas já pareciam confiantes sobre como superar a crise e atrair passageiros de volta com promoções e ofertas de voos ilimitados.

As pessoas agora se sentem “muito seguras” de voar dentro da China e a demanda aumentou muito, disse Jane Sun, CEO da Trip.com, durante conferência online do setor de aviação em 24 de setembro. Até mesmo as viagens de negócios vão se recuperar, disse a executiva, descartando preocupações de que viagens a trabalho são coisa do passado, agora que empresas realizam mais reuniões virtuais.

For more articles like this, please visit us at bloomberg.com

Subscribe now to stay ahead with the most trusted business news source.

©2020 Bloomberg L.P.