Mercado fechará em 2 h 10 min

Milhões de americanos querem se mudar em onda de trabalho remoto

Alexandre Tanzi
·1 minuto de leitura

(Bloomberg) -- Cerca de 23 milhões de americanos planejam se mudar para outra cidade em meio à expansão do trabalho remoto, de acordo com nova pesquisa da plataforma de trabalho freelance Upwork.

Mais de 11% das famílias pesquisadas disseram que planejam se mudar, o que implica que as taxas de migração nos Estados Unidos serão três a quatro vezes maiores do que o normal, de acordo com a Upwork, que entrevistou 20 mil pessoas para o relatório. É provável que esses americanos se mudem no próximo ano, disse Adam Ozimek, economista-chefe da Upwork.

A pandemia de coronavírus causou grande impacto em cidades nos EUA e destacou os riscos de transmissão da Covid em lugares com muitos habitantes. Com tantos americanos em trabalho remoto, um recente relatório do Federal Reserve Bank de Dallas revelou que há menos demanda por moradias nas cidades densas ou nos arredores.

O mercado imobiliário, um ponto positivo na economia dos EUA, mostra expansão à medida que mais americanos procuram imóveis em cidades menores e mais baratas. Mais de 52% dos americanos querem comprar um imóvel novo que custe 10% menos do que o atual, de acordo com a Upwork, que também deve se beneficiar do aumento do teletrabalho.

O aumento da realocação pode ter consequências econômicas duradouras para as grandes cidades, disse Ozimek.

“Esse é um indicador inicial dos impactos muito maiores que o trabalho remoto pode ter”, disse Ozimek. “Lugares caros costumavam ter o monopólio do acesso a seus valiosos mercados de trabalho e, à medida que o trabalho se torna remoto, já não têm isso.”

For more articles like this, please visit us at bloomberg.com

Subscribe now to stay ahead with the most trusted business news source.

©2020 Bloomberg L.P.