Mercado abrirá em 5 h 52 min
  • BOVESPA

    122.038,11
    +2.117,11 (+1,77%)
     
  • MERVAL

    38.390,84
    +233,89 (+0,61%)
     
  • MXX

    49.249,02
    +314,12 (+0,64%)
     
  • PETROLEO CRU

    65,57
    +0,67 (+1,03%)
     
  • OURO

    1.835,50
    +4,20 (+0,23%)
     
  • BTC-USD

    58.806,25
    +598,05 (+1,03%)
     
  • CMC Crypto 200

    1.567,19
    +131,41 (+9,15%)
     
  • S&P500

    4.232,60
    +30,98 (+0,74%)
     
  • DOW JONES

    34.777,76
    +229,26 (+0,66%)
     
  • FTSE

    7.129,71
    0,00 (0,00%)
     
  • HANG SENG

    28.534,40
    -76,25 (-0,27%)
     
  • NIKKEI

    29.518,34
    +160,52 (+0,55%)
     
  • NASDAQ

    13.672,00
    -37,75 (-0,28%)
     
  • BATS 1000 Index

    0,0000
    0,0000 (0,00%)
     
  • EURO/R$

    6,3645
    -0,0006 (-0,01%)
     

Microsoft tem resultado acima do esperado com força de computação em nuvem

Stephen Nellis e Akanksha Rana
·2 minuto de leitura
Microsoft tem resultado acima do esperado

Por Stephen Nellis e Akanksha Rana

(Reuters) - A Microsoft cumpriu expectativas de analistas ao divulgar receita trimestral nesta terça-feira, mas o lucro ficou acima do esperado. O resultado porém, não foi suficiente para fazer as ações da companhia avançarem.

A receita e o lucro ajustado por ação para o terceiro trimestre encerrado em 31 de março foram de 41,7 bilhões de dólares e 1,95 dólar por papel, acima das estimativas dos analistas que esperavam faturamento de 41,03 bilhões e resultado positivo de 1,78 por ação, de acordo com dados da Refinitiv.

As ações da companhia, porém, caíram 3,4% após o fechamento regular do mercado nos Estados Unidos. Os papéis da Microsoft acumularam valorização de 50% no ano passado, impulsionados pelos impactos das medidas de isolamento social que catapultaram acessos de produtos que permitem trabalho e estudo remoto.

A Microsoft disse que a divisão de computação em nuvem Azure cresceu 50% no trimestre, ou 46% quando ajustado para variações cambiais. Isso representa uma queda em relação aos 48% ajustados no trimestre anterior, mas ficou em linha com as expectativas dos analistas, de crescimento de 46,3%, de acordo com dados do Visible Alpha.

O faturamento da área de "nuvem inteligente" da Microsoft, que engloba a plataforma Azure, somou 15,1 bilhões de dólares, acima das estimativas dos analistas, de 14,92 bilhões, de acordo com dados da Refinitiv.

A receita da unidade de software de produtividade, que inclui o Office e o Teams, somou 13,6 bilhões de dólares, em comparação com estimativas de 13,49 bilhões de analistas, de acordo com a Refinitiv. O faturamento da rede social LinkedIn aumentou 23%, ligeiramente acima das estimativas da Visible Alpha, de 21,9%, já que a receita continuou a se recuperar de um declínio acentuado nas ofertas de empregos e contratações no início da pandemia.

A unidade de computação pessoal da Microsoft, que contém o sistema operacional Windows e console de videogames Xbox, teve vendas de 13 bilhões de dólares, em comparação com as expectativas dos analistas de 12,57 bilhões, de acordo com dados da Refinitiv. As vendas do Windows para fabricantes de PCs aumentaram 10%, em comparação com um aumento de 1% no trimestre anterior.